terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Ônibus podem ter biometria para controlar gratuidades

21/12/2012 - O Dia

Projeto em discussão na Câmara dos Vereadores já provoca polêmica

RIO - Um projeto apresentado na quarta-feira por 11 vereadores virou motivo de polêmica na Câmara do Rio. A proposta prevê a implantação, pelos consórcios que administram as empresas de ônibus, de um sistema de controle das gratuidades por biometria, datiloscópica ou facial. O projeto seria incluído em sessões extraordinárias do legislativo ontem, mas acabou ficando fora de pauta.

Para a oposição, caso o projeto seja aprovado, o custo da implantação do sistema refletiria no preço das passagens, já que é uma despesa não prevista no contrato de concessão assinado com a prefeitura.

A Lei Orgânica do município já assegura isenção para maiores de 65 anos, alunos uniformizados da rede pública e portadores de deficiência. Esse projeto não tem sentido algum, além de onerar os usuários dos serviços disse a vereadora Andrea Gouvea Vieira (PSDB).

Hoje, têm direito à gratuidades 333.820 idosos, 406.346 alunos da rede pública e 205.019 pessoas com deficiência. Alguns vereadores que assinaram a proposta não souberam explicar direito de quem partiu a iniciativa de propor o projeto de lei.

Essa é uma discussão antiga, para controlar melhor as gratuidades. Acho que atende ao desejo do prefeito Eduardo Paes disse o vereador Luiz Carlos Ramos (PSDC).

A prefeitura disse desconhecer o projeto, enquanto a Rio Ônibus não quis comentar o assunto.

Prefeito inaugura em Paciência mais um trecho do BRT

22/12/2012 - O Globo

O trecho inaugurado tem 4,5 quilômetros. Serão abertas quatro novas estações.

O prefeito Eduardo Paes inaugura um trecho do BRT Transoeste, entre Santa Cruz e Paciência Felipe Hanower / O Globo

RIO - O prefeito Eduardo Paes inaugurou, na manhã deste sábado, o trecho Paciência/ Santa Cruz, do BRT Transoeste. A nova linha do sistema ligará Paciência até o Recreio dos Bandeirantes. O trecho inaugurado tem 4,5 quilômetros. Serão abertas quatro estações do BRT: Cesarão I, Cesarão II, e Santa Eugênia, que vão funcionar das 05h à 01h.

Cada vez que a gente amplia a área de abrangência do BRT, é a vida das pessoas que está mudando. A população da Zona Oeste sofre há muito tempo com a dificuldade de transporte. O BRT é uma evolução na vida das pessoas disse Paes.

O cronograma de obras do trecho Santa Cruz - Campo Grande foi dividido em duas etapas e executado em um semestre. A primeira fase, inaugurada neste sábado, concentrou o trajeto de Santa Cruz até Paciência. Já a segunda etapa, prevista para o primeiro trimestre de 2013, abrange 11 quilômetros e mais 15 estações, chegando a Campo Grande.

Morador de Paciência, o garçom Antônio Carlos da Silva, de 41 anos, diz que o BRT facilitou o transporte público dos moradores da região, mas ele diz que o sistema ainda tem problemas como a superlotação.

Pego o BRT na Alvorada para voltar, mas sempre tenho que esperar por um ônibus mais vazio. Fico até 40 minutos no ponto entre a meia-noite e 03h lamentou.

Sobre a superlotação, o prefeito Eduardo Paes informou que o problema está sendo monitorado. Ele não descarta a aquisição de novos BRTs.

O primeiro BRT da cidade, a Transoeste que liga a Barra da Tijuca a Campo Grande e Santa Cruz, atende a cerca de 220 mil pessoas por dia. O corredor terá 56 quilômetros de extensão e 64 estações. Com a entrega das obras até Paciência, a Transoeste passa ter 44,5 quilômetros já em funcionamento. O investimento da prefeitura na implantação do corredor é de R$ 900 milhões.

Eduardo Paes inaugura novo trecho do BRT Transoeste em Paciência

22/12/2012 - Agência Rio

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, inaugurou neste sábado (22), o trecho "Paciência X Santa Cruz" do BRT da Transoeste, que passa pela Avenida Cesário de Melo e possui quatro novas estações: Cesarão I, Cesarão II, Cesarão III e Santa Eugênia, que funcionarão das 5h à 1h. Acompanhado do secretário municipal de Obras, Alexandre Pinto, do secretário-chefe da Casa Civil, Pedro Paulo Carvalho, do secretário de Conservação, Marcus Belchior e do subsecretário de Transportes, Alexandre Sansão, o prefeito percorreu as novas estações e falou sobre a importância do novo trecho para a população da Zona Oeste:

"Cada vez que a gente amplia a área de abrangência do BRT mudamos também a vida das pessoas. Hoje estamos inaugurando mais um importante trecho do BRT, que vai até Paciência e em breve vamos chegar até Campo Grande. Além disso, a gente tem mais três BRTs para entregar nos próximos 4 anos e dois deles vão impactar diretamente a Zona Oeste", disse o prefeito.

O trecho inaugurado tem aproximadamente 4,5 Km, liga os bairros de Santa Cruz e Paciência, na Zona Oeste, e se integra à estação de trem de Paciência, que fica ao lado do BRT Santa Eugênia. Com a extensão será possível ir de Paciência direto para o Recreio porque, além das novas estações, a nova linha de BRT atenderá as Estações Expressas/Paradoras do Mato Alto, Recreio Shopping, Gláucio Gil e Salvador Allende.

A Avenida Cesário de Melo, entre Campo Grande e Santa Cruz, tem um corredor central exclusivo para ônibus e segregado do tráfego geral, com estações de embarque. O passageiro poderá efetuar a travessia através das faixas de pedestres. Todas as estações aceitam o Bilhete Único Carioca e RioCard. O passageiro que quiser fazer o transbordo para os Ônibus Paradores do BRT TransOeste deverão, preferencialmente, trocar de ônibus em qualquer uma das estações Expressas/Paradoras situadas no bairro do Recreio dos Bandeirantes (Recreio Shopping, Gláucio Gil e Salvador Allende). Em janeiro, mais quatro estações da Transoeste serão abertas nesse trecho Paciência X Santa Cruz: Vila Paciência, Três Pontes, Cesarinho e 31 de Outubro.

Obra de expansão até Campo Grande em andamento

O cronograma de obras do trecho Santa Cruz - Campo Grande foi dividido em duas etapas e executado em um semestre. A primeira fase, que será inaugurada neste sábado, concentrou o trajeto de Santa Cruz até Paciência, com oito estações, por onde o BRT trafegará em faixa exclusiva ao longo da Avenida Cesário de Melo. A segunda, prevista para o primeiro trimestre de 2013, abrange 11 quilômetros e mais 15 estações, chegando a Campo Grande. Neste percurso, a Secretaria Municipal de Obras trabalhou duplicando o trecho de um quilômetro entre o cemitério de Campo Grande e o viaduto Alim Pedro. Também estão sendo feitas readequações no centro do bairro para receber o sistema BRT, com obras para alterações geométricas e na circulação viária.

MS

Apenas seis meses após inauguração, BRT Transoeste já apresenta sinais de fadiga

24/12/2012 - O Globo

Número de passageiros aumenta 77%, e ônibus vivem lotados

Passageiros enfrentam ônbus lotado em direção à Barra Gabriel de Paiva / O Globo
RIO - Inaugurado em 6 de junho deste ano com o objetivo de encurtar a viagem entre Santa Cruz e a Barra da Tijuca, e dar mais conforto aos passageiros, por meio de uma linha segregada, o BRT Transoeste tem cumprido sua missão apenas em parte. Nos horários de pico, sobretudo entre 5h30m e 8h, os ônibus articulados já estão lotados, lembrando o sufoco por que passam os usuários dos trens e do metrô durante o rush.

Às vezes, o ônibus está tão lotado que não há como parar nas estações para pegar mais pessoas diz um motorista sem se identificar.

Outro motorista afirma que, no horário em que as pessoas estão indo para o trabalho, a lotação está sempre esgotada.

Meu ônibus tem ficado cada vez mais cheio disse o condutor Tony Cássio.

Os usuários também se impressionam com o rápido crescimento do BRT Transoeste.

Tudo bem que os BRTs usam uma pista segregada, mas, nos anúncios da prefeitura, havia a promessa de conforto queixa-se o passageiro Edson Santos, que não vai mais de carro de Santa Cruz para o trabalho, na Barra.

Secretário municipal de Transportes, Carlos Roberto Osório diz que ajustes têm de ser feitos o mais rapidamente possível.

Essa é a vantagem do BRT. Em março, mais 12 ônibus estarão no trecho Santa Cruz-Barra. Isso seria impossível em transporte como trens e metrô. Os ônibus são fabricados no Brasil, e o prazo de entrega é de no máximo quatro meses.

Atualmente, o sistema opera com 91 ônibus articulados. A prefeitura, segundo Osório, também vai pôr ônibus para rodar exclusivamente no trecho entre o Recreio e Santa Cruz, numa tentativa de desafogar o sistema. Para isso, novos retornos terão de ser construídos.

Mas é bom deixar claro que a proposta do BRT nunca foi a de ter somente passageiros sentados. O que não pode ocorrer é o desconforto no interior do veículo afirma o secretário.

Em junho, primeiro mês de operação, com o sistema funcionando parcialmente, o Transoeste transportou 144.643 passageiros; em julho, o número pulou para 844.948; nos meses seguintes,ultrapassou a marca de um milhão: 1.308.956 (agosto); 1.210.889 (setembro); 1.569.499 (outubro) e 1.496.601 (novembro). Entre julho e novembro, o aumento foi de 77%.

Mas há outros problemas. Criado em função do BRT, o Túnel da Grota Funda já é referência de um engarrafamento diário pela manhã. Em sua saída no sentido Barra, os carros, ônibus e caminhões andam lentamente.

O motivo da morosidade é explicado por um funcionário terceirizado da CET-Rio que trabalha como operador de trânsito.

Tem um sinal logo na saída (do túnel), uma baia em que só cabem dois ônibus, e esse mesmo pedaço ainda recebe o fluxo de caminhões vindos da Serra da Grota Funda (a antiga ligação entre o Recreio e Guaratiba), já que o túnel não recebe caminhões disse o operador.

Carlos Roberto Osório disse que a prefeitura estudará se é possível aumentar não só a baia de ônibus na direção da Barra, mas também a que fica na pista sentido Campo Grande.

Acidente deixa duas pessoas feridas

Duas pessoas ficaram feridas, no início da tarde de domingo, em mais um acidente no BRT Transoeste. Elas foram atingidas por um ônibus articulado na Avenida das Américas, no Recreio dos Bandeirantes. Segundo a prefeitura, as vítimas estavam numa motocicleta que avançou o sinal próximo à Estação Gelson Fonseca. Vitor Olivetti, de 37 anos, sofreu traumatismo no tórax e não há previsão de quando terá alta do Hospital Lourenço Jorge, na Barra. Maria Pereira, de 34 anos, teve fratura num dos joelhos.

Cinco pessoas já morreram em acidentes desde que o Transoeste foi inaugurado, em junho. Somente em setembro, três acidentes aconteceram em dias consecutivos.

sábado, 22 de dezembro de 2012

Eduardo Paes inaugura novo trecho do BRT Transoeste em Paciência

22/12/2012 - Agência Rio

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, inaugurou neste sábado (22), o trecho "Paciência X Santa Cruz" do BRT da Transoeste, que passa pela Avenida Cesário de Melo e possui quatro novas estações: Cesarão I, Cesarão II, Cesarão III e Santa Eugênia, que funcionarão das 5h à 1h. Acompanhado do secretário municipal de Obras, Alexandre Pinto, do secretário-chefe da Casa Civil, Pedro Paulo Carvalho, do secretário de Conservação, Marcus Belchior e do subsecretário de Transportes, Alexandre Sansão, o prefeito percorreu as novas estações e falou sobre a importância do novo trecho para a população da Zona Oeste:

"Cada vez que a gente amplia a área de abrangência do BRT mudamos também a vida das pessoas. Hoje estamos inaugurando mais um importante trecho do BRT, que vai até Paciência e em breve vamos chegar até Campo Grande. Além disso, a gente tem mais três BRTs para entregar nos próximos 4 anos e dois deles vão impactar diretamente a Zona Oeste", disse o prefeito.

O trecho inaugurado tem aproximadamente 4,5 Km, liga os bairros de Santa Cruz e Paciência, na Zona Oeste, e se integra à estação de trem de Paciência, que fica ao lado do BRT Santa Eugênia. Com a extensão será possível ir de Paciência direto para o Recreio porque, além das novas estações, a nova linha de BRT atenderá as Estações Expressas/Paradoras do Mato Alto, Recreio Shopping, Gláucio Gil e Salvador Allende.

A Avenida Cesário de Melo, entre Campo Grande e Santa Cruz, tem um corredor central exclusivo para ônibus e segregado do tráfego geral, com estações de embarque. O passageiro poderá efetuar a travessia através das faixas de pedestres. Todas as estações aceitam o Bilhete Único Carioca e RioCard. O passageiro que quiser fazer o transbordo para os Ônibus Paradores do BRT TransOeste deverão, preferencialmente, trocar de ônibus em qualquer uma das estações Expressas/Paradoras situadas no bairro do Recreio dos Bandeirantes (Recreio Shopping, Gláucio Gil e Salvador Allende). Em janeiro, mais quatro estações da Transoeste serão abertas nesse trecho Paciência X Santa Cruz: Vila Paciência, Três Pontes, Cesarinho e 31 de Outubro.

Obra de expansão até Campo Grande em andamento

O cronograma de obras do trecho Santa Cruz - Campo Grande foi dividido em duas etapas e executado em um semestre. A primeira fase, que será inaugurada neste sábado, concentrou o trajeto de Santa Cruz até Paciência, com oito estações, por onde o BRT trafegará em faixa exclusiva ao longo da Avenida Cesário de Melo. A segunda, prevista para o primeiro trimestre de 2013, abrange 11 quilômetros e mais 15 estações, chegando a Campo Grande. Neste percurso, a Secretaria Municipal de Obras trabalhou duplicando o trecho de um quilômetro entre o cemitério de Campo Grande e o viaduto Alim Pedro. Também estão sendo feitas readequações no centro do bairro para receber o sistema BRT, com obras para alterações geométricas e na circulação viária.

MS

Prefeito inaugura em Paciência mais um trecho do BRT

22/12/2012 - O Globo

O trecho inaugurado tem 4,5 quilômetros. Serão abertas quatro novas estações.

O prefeito Eduardo Paes inaugura um trecho do BRT Transoeste, entre Santa Cruz e Paciência Felipe Hanower / O Globo

RIO - O prefeito Eduardo Paes inaugurou, na manhã deste sábado, o trecho Paciência/ Santa Cruz, do BRT Transoeste. A nova linha do sistema ligará Paciência até o Recreio dos Bandeirantes. O trecho inaugurado tem 4,5 quilômetros. Serão abertas quatro estações do BRT: Cesarão I, Cesarão II, e Santa Eugênia, que vão funcionar das 05h à 01h.

Cada vez que a gente amplia a área de abrangência do BRT, é a vida das pessoas que está mudando. A população da Zona Oeste sofre há muito tempo com a dificuldade de transporte. O BRT é uma evolução na vida das pessoas disse Paes.

O cronograma de obras do trecho Santa Cruz - Campo Grande foi dividido em duas etapas e executado em um semestre. A primeira fase, inaugurada neste sábado, concentrou o trajeto de Santa Cruz até Paciência. Já a segunda etapa, prevista para o primeiro trimestre de 2013, abrange 11 quilômetros e mais 15 estações, chegando a Campo Grande.

Morador de Paciência, o garçom Antônio Carlos da Silva, de 41 anos, diz que o BRT facilitou o transporte público dos moradores da região, mas ele diz que o sistema ainda tem problemas como a superlotação.

Pego o BRT na Alvorada para voltar, mas sempre tenho que esperar por um ônibus mais vazio. Fico até 40 minutos no ponto entre a meia-noite e 03h lamentou.

Sobre a superlotação, o prefeito Eduardo Paes informou que o problema está sendo monitorado. Ele não descarta a aquisição de novos BRTs.

O primeiro BRT da cidade, a Transoeste que liga a Barra da Tijuca a Campo Grande e Santa Cruz, atende a cerca de 220 mil pessoas por dia. O corredor terá 56 quilômetros de extensão e 64 estações. Com a entrega das obras até Paciência, a Transoeste passa ter 44,5 quilômetros já em funcionamento. O investimento da prefeitura na implantação do corredor é de R$ 900 milhões.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Passagens de ônibus sobem para R$ 2,90 a partir de 2 de janeiro

19/12/2012 - O Globo

O reajuste de 5,4% vale para os ônibus urbanos equipados sem ar-condicionado e para a frota do BRT Transoeste

RIO - A tarifa do bilhete único carioca sobe de R$ 2,75 para R$ 2,90 a partir do dia 2 de janeiro, segundo decreto do prefeito Eduardo Paes publicado na edição desta quarta-feira do Diário Oficial. O reajuste de 5,4% vale para os ônibus urbanos equipados sem ar-condicionado e para a frota do BRT Transoeste.
O cálculo da tarifa toma como base a fórmula estabelecida no contrato de concessão assinado entre os quatro consórcios que operam na cidade e a prefeitura. Na planilha de cálculos dos insumos, divulgada também nesta quarta-feira no Diário Oficial, estava previsto que o valor final da tarifa seria um valor fracionado: R$ 2,918 (6,12%). O prefeito Eduardo Paes, porém, decidiu arredondar o valor cobrado para R$ 2,90.
Os gastos com óleo diesel que representam 21% na composição do valor cobrado também contribuíram com o maior peso no reajuste já que os gastos com as empresas nesse item aumentaram 10,75% desde o último aumento. A Secretaria municipal de Transportes ainda não divulgou a tabela com os novos preços de veículos com ar e integração com outros modais.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Vans fora do Centro e da Zona Sul: categoria alerta para ônibus superlotados

06/12/2012 - O Globo

Plano da prefeitura prevê rotas mais curtas e 3.502 licenças, uma redução de 42%

Vasn transitam na noite desta quarta-feira na Avenida Francisco Bicalho, no Centro Marcelo Piu / O Globo

RIO A partir de abril do ano que vem, as vans não poderão mais circular no Centro e na Zona Sul, exceto nas comunidades da Rocinha e do Vidigal e em algumas vias da região. O anúncio foi feito na quarta-feira pelo prefeito Eduardo Paes, durante a instalação da Coordenadoria do Sistema de Transporte Público Local (STPL), até então conhecido como transporte alternativo. Guilherme Biserra, representante do Movimento em Defesa do Transporte Alternativo, afirmou que concorda com a criação da Coordenadoria do Sistema de Transporte Público Local, mas, na sua avaliação, quem sai perdendo com a restrição de áreas para o transporte alternativo é o usuário. Segundo ele, o que os sindicatos de vans querem é sentar-se à mesa com o prefeito e técnicos da prefeitura, a fim de chegar a um consenso.

Nosso clima hoje é de negociação. Mas, atualmente, há várias linhas do Centro para Campo Grande, Santa Cruz e Jacarepaguá, entre outros bairros, que são fundamentais, pois, na hora do rush, os ônibus ficam lotados para esses áreas, e não há como esses usuários irem de ônibus disse Biserra. No mais, somos a favor da licitação e da organização do sistema.

Paes disse também que o tráfego de vans será proibido nas principais vias expressas, como Avenida Brasil, Autoestrada Lagoa-Barra e linhas Amarela e Vermelha. E acrescentou que, diferentemente do que acontece hoje, as vans ficarão restritas ao interior dos bairros, alimentando os demais meios de transporte público.

Das 6.055 vans que atualmente têm autorização da prefeitura para circular, serão licitadas 3.502, o que representa uma redução de 42%. As vans legalizadas terão a mesma tarifa dos ônibus (atualmente R$ 2,75) e vão aceitar o bilhete único. Serão obrigadas a operar por turnos, inclusive à noite e de madrugada, e somente nos percursos determinados pela prefeitura.

É assim que a prefeitura entende que deve funcionar esse modal. Doa a quem doer. O que estou apresentando é o resultado de quatro anos de discussão. Portanto, não há mais o que discutir, é para cumprir. Não serão movimentos ou manifestações que irão demover o prefeito disse Paes. Já ouvi várias opiniões durante quatro anos. Falei com todo mundo, até com delinquentes.

Atualmente, segundo o prefeito, cerca de dez mil pessoas trabalham em vans. No entanto, ele garantiu que não haverá desemprego. Isso porque cada permissionário poderá cadastrar até dois auxiliares. Para o preenchimento das vagas, terão prioridade os que já têm autorização e não forem selecionados na licitação. Todos os veículos serão monitorados por GPS.

Serão licitados sete lotes, conforme divisão da cidade feita pela prefeitura. A permissão agora passa a ser individual, e não mais por cooperativas, e valerá por dez anos, prorrogáveis por mais dez. Para participar da licitação, os interessados terão que ser, obrigatoriamente, autorizados pelo subsistema Transporte Especial Complementar (TEC), que até então permitia o funcionamento das cooperativas.

É a perna do transporte público em que menos a gente conseguiu agir admitiu Paes. As autorizações existentes foram concedidas na época do jogo fácil da política.

As mudanças, no entanto, não atingem os cabritinhos (Kombis que circulam em comunidades não atendidas por transporte público).

Para fazer a ligação com outros meios de transporte, as vans da Rocinha e do Vidigal poderão passar pela Estrada da Gávea, pela Avenida Niemeyer e pelas avenidas Delfim Moreira e Borges de Medeiros. Os veículos que descem do Vidigal poderão trafegar até o Jardim de Alah.

O responsável pela coordenação do sistema é o delegado Cláudio Ferraz, que já atuou na Delegacia de Repressão às Ações do Crime Organizado e Inquéritos Especiais (Draco/IE). Ferraz trabalhará com apoio de PMs contratados por meio do convênio do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis) e com integrantes do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público estadual. Ele anunciou que a primeira medida, a partir de janeiro, será o combate às vans piratas. Segundo Paes, Cláudio Ferraz terá status de secretário e vai se reportar diretamente ao gabinete do prefeito.

Ele está recebendo uma missão, e não um cargo. Será exercida por um período, para acabarmos com a novela que é o transporte alternativo disse Paes. Trouxe um delegado com respeito e com conhecimento na área de milícia. Para o convite, consultei a Secretaria de Segurança.

Número de piratas chega a 4 mil

Ferraz disse que vai garantir que seja cumprido o que a prefeitura determinou. Pelas contas do governo, mais quatro mil vans circulam hoje pela cidade sem autorização.

Sabemos dos problemas enfrentados pelos trabalhadores, que sofrem extorsão. O trabalho da coordenadoria contará com uma força-tarefa, que terá equipes específicas e a presença da Coordenadoria-Geral Unificada e do Detran.

Após a publicação da lista, por ordem de classificação, no Diário Oficial, os licitantes serão convocados para escolha da linha e do turno em que pretendem operar dentro de cada lote. Entre os critérios para julgamento das propostas, estão o tempo de cadastro ativo no TEC, multas ativas nos últimos 12 meses (pontuação na Carteira Nacional de Habilitação), experiência anterior na condução de veículos de transporte coletivo remunerado, tempo de habilitação, cursos e escolaridade. O cronograma da licitação, divulgado ontem, termina em 28 de março do ano que vem, último dia para assinatura dos contratos com os permissionários.


Enviado via iPhone

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Vans serão proibidas de circular no Centro, Zona Sul e vias expressas a partir de abril

05/12/2012 - O Globo

Segundo prefeito Eduardo Paes, mudanças serão feitas doa a quem doer

As vans de transporte alternativo serão proibidas de circular no Centro e na Zona Sul da cidade. Na foto, vans fazem ponto no final do Leme Márcia Foletto / O Globo

RIO Ao anunciar, nesta quarta-feira, a instalação da Coordenadoria do Sistema de Transporte Público Local (STPL), até então conhecido como transporte alternativo, o prefeito Eduardo Paes disse que, a partir de abril do ano que vem, nenhuma van para transporte de passageiros poderá circular no Centro da cidade e na Zona Sul, exceto dentro das comunidades da Rocinha e do Vidigal. O tráfego de vans também será proibido nas principais vias expressas, como a Avenida Brasil e as linhas Amarela e Vermelha. O prefeito informou, ainda, que a circulação deste tipo de transporte será restrita ao interior dos bairros.

Eduardo Paes, que apresentou a coordenadoria durante coletiva no Centro de Operações Rio, frisou que essas modificações fazem parte do processo de licitação das vans que circulam na capital. De acordo com o prefeito, as alterações serão implantadas conforme planejamento da administração municipal:

É assim que a prefeitura entende que deve funcionar esse modal. Doa a quem doer. O que estou apresentando é o resultado de quatro anos de discussão. Portanto, não há mais o que discutir, é para cumprir. Não serão movimentos ou manifestações que irão demover o prefeito.

Atualmente, seis mil vans têm autorização para circular na cidade. A licitação dará permissão para apenas 3,5 mil veículos, que serão obrigados a operar por turnos, inclusive noturno, e somente nos percursos determinados pela prefeitura. As vans servirão exclusivamente para a integração aos demais tipos de transporte e terão bilhete único.

Serão licitados sete lotes, conforme a divisão da cidade feita pela prefeitura. A permissão agora passa a ser individual, e não mais por cooperativas, e terá um prazo de dez anos, prorrogáveis por mais dez. Para participar da licitação, os interessados terão que ser, obrigatoriamente, autorizados pelo subsistema Transporte Especial Complementar (TEC), que permitia a circulação das cooperativas.

É uma perna do transporte público que menos a gente conseguiu agir admitiu Paes. As autorizações existentes foram concedidas na época do jogo fácil da política.

O responsável pela coordenação é o delegado Cláudio Ferraz, que já atuou na Delegacia de Repressão às Ações do Crime Organizado e Inquéritos Especiais (Draco/IE). Ferraz, que atuará com apoio de policiais militares e também de integrantes do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público estadual, anunciou que a primeira medida será o combate às vans piratas. Segundo Paes, o cargo de Cláudio Ferraz tem status de secretário e ele se reportará diretamente ao gabinete do prefeito.

Ele (Ferraz) está recebendo uma missão, e não um cargo. Será exercido por um período para acabarmos com a novela que é o transporte alternativo acrescentou Paes. Trouxe um delegado com respeito e com conhecimento na área de milícia. Para o convite, consultei a Secretaria de Segurança.


Enviado via iPhone