quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

Translitoral

Translitoral Transportes
2014 - 2018

Resumo Histórico

Empresa de ônibus criada em 2014, desmembrada da Litoral Rio Transportes Ltda. Operava linhas convencionais, alimentadoras e de BRT. Em dificuldades financeiras, encerra suas atividades em 2018, junto com a Litoral Rio.



Prefixo da Frota: E 22 000


REFERÊNCIAS:

“Mais duas empresas de ônibus deixam de operar”. O Globo. 2018, maio, 23. Matutina, Rio, página 10.

“Empresas de Ônibus Litoral Rio e Translitoral encerram suas atividades”. O Dia. 2018, maio, 22. 


Marcelo Almirante
Página lançada em 27 de dezembro de 2018









Normandy

Viação Normandy do Triângulo Ltda.
Desde 2010

Informações Sumárias

Empresa de transporte coletivo fundada em setembro de 1962. Em 1985 é adquirida pelo Grupo Guanabara de Jacob Barata. 

Entre dezembro de 1990 e  2010 explora a linha intermunicipal, tarifa “A”, Castelo – Pendotiba,  sendo substituída pela Viação Pendotiba. 

Em 2006, adota nova pintura na frota intermunicipal,  em tons de azul, elaborada no escritório Missemota Arquitetura e Design de São Paulo.

Em 2010, assume a operação de sua primeira linha municipal na cidade do Rio de Janeiro, a linha especial com ônibus rodoviário e ar-condicionado,  2345 (Castelo - Vila Valqueire) via Norte Shopping/ Rua Quiririm.

Em 2012 deixa de atuar em linhas intermunicipais de longo curso, sendo substituída pela Viação Útil.

No dia 7 de abril de 2016,  estréia na operação do BRT Transoeste, com o novo ônibus superarticulado modelo Viale BRT Marcopolo, com 23 metros de comprimento, com chassi O-500MDA da Mercedes-Benz.

No início de maio, recebe mais 4 novos ônibus super articulados, de 23 metros, todos com carroceria Marcopolo: E12707C , E12712C , E12713C , E12714C.


Sede: Avenida dos Democráticos, 1.897, Bonsucesso, Rio de Janeiro – RJ


REFERÊNCIAS:

“Linhas Castelo – Itaipu inaugurada com sucesso”. O Globo. 1990, dezembro, 22. Jornais de Bairro, página 31.

"Linhas e cores realçam a qualidade Normandy". Revista Abrati. 2006, setembro. Página 26.

“Descaso de viação”. O Fluminense. 2010, fevereiro, 24. Página 2.


Marcelo Almirante
Página lançada em 27 de dezembro de 2018












quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

VG

Desde 2010 

City Rio Rotas Turísticas
Viação VG Eireli

Resumo Histórico

Em 2010, após a licitação do novo sistema de transporte coletivo, a Via Rio se funde com as empresas Auto Diesel e Breda Rio do mesmo grupo empresarial, formando a empresa City Rio Rotas Turísticas.



Em 2014, a Empresa sai do grupo Breda Rio e muda a razão social para “Viação VG Eireli Ltda”. O grupo Breda Rio continuou controlando as empresas Viação Algarve, Expresso Mangaratiba, Viação Costeira, Viação Itaguaí, e Via Rio Class (Top Rio).


Linhas da Empresa em janeiro de 2018:

483 (Penha - Siqueira Campos)
497 (Penha - Laranjeiras)
484 (Copacabana - Olaria)
906 (Jardim América - Caju)
498 (Penha - Largo do Machado) 
485 (Penha - Siqueira Campos)


Prefixo da Frota: B 31 000

Sede: Rua Valentim Magalhães, 10, Vigário Geral, Rio de Janeiro - RJ.


REFERÊNCIAS

“Funcionários de empresa de ônibus fazem paralisação no Rio”. O Dia. 2018, janeiro, 26.


Marcelo Almirante
Página lançada em 26 de dezembro de 2018










Premium

Premium Auto Ônibus Ltda.
Desde 2011

Resumo Histórico

Em agosto de 2009, a Real Auto Ônibus inicia a operação de 40 novos ônibus especiais com ar-condicionado e nova identidade visual, pintados de azul marinho, apelidados de serviço “Premium”. Os novos carros, modelo Marcopolo com capacidade para 35 passageiros sentados, contava com poltronas reclináveis, monitor  de vídeo LCD, internet sem fio e janelas panorâmicas. Começaram a circular  pelas linhas Alvorada-Galeão, Leblon- Castelo e Leblon-Rodoviária. Os novos ônibus apesar de todos os itens de conforto, não contava com suspensão adequada para o transporte de passageiros, sendo considerado um grande retrocesso em matéria de transporte, ainda mais nas ruas esburacadas do Rio de Janeiro. Os novos carros circulavam, inicialmente,  na linha seletiva do aeroporto 2018 (Alvorada-Aeroporto Internacional), com tarifa de 7 reais. 

Em 2011, é criada a empresa Premium Auto Ônibus, desmembrada da Real Auto Ônibus.

Em novembro de 2013, inicia a substituição  da pintura dos carros “Premium” pela nova pintura padrão das linhas especiais do Município, com a mesma estampa azul , mas com a escrita “Executivo”.

Em maio de 2016, é extinta a linha especial 2016 (Rodoviária – Leblon). Os passageiros passam a ser atendidos pelas linhas 2018 (Aeroporto Internacional – Alvorada), já existente, e pela nova linha SE 2016 (Aeroporto Internacional – General Osório), inaugurada em meados de julho, para os Jogos Olímpicos.

No final de julho de 2016, adquire 10 unidades do modelo rodoviário  Neobus San Marino New Road N10 340 com chassi Volkswagen 17.230.

New Road 340 N10 VW 17-230. Foto coleção João Antunes


No dia 11 de junho de 2017, a Expresso Recreio adquire a Premium Auto Ônibus, até então sob o controle da Real Auto Ônibus. Com a compra, a Expresso Recreio passa a contar com a maior frota de ônibus rodoviários do Município.


Prefixo da Frota: C 41 500

Sede: Rua Arlindo Janot, 30, Bonsucesso, Rio de Janeiro - RJ.


REFERÊNCIAS:



Marcelo Almirante
Página lançada em 26 de dezembro de 2018













Gire

Gire Transportes Ltda.
Desde 2010

Resumo Histórico

Empresa de ônibus criada em 2010 para participar da licitação do novo sistema de ônibus municipal da cidade do Rio de Janeiro. Inicia suas operações assumindo as antigas linhas da Erig Transportes Ltda. 

Em março de 2012, recebe os primeiros ônibus de piso baixo, todos com carroceria San Marino Neobus Mega BRS e chassi Volvo B7R, de uma encomenda de 5 unidades.



Linhas da Empresa em 2015:

334 - Cordovil – Tiradentes, via Praça das Nações, circular
334 SP – Braz de Pina - Tiradentes
335 – Cordovil – Tiradentes (Rápido) circular
335 SR – Cordovil – Tiradentes, via Braz de Pina, Rápido, circular
335 SV – Braz de Pina – Tiradentes, Rápido
919 – Pavuna - Bonsucesso  
919 SV – Pavuna – Bonsucesso, via Vila Kosmos
920 – Pavuna – Bonsucesso, via Fazenda Botafogo
920 SV – Pavuna – Bonsucesso 
942 - Penha – Pavuna 
942 SV – Penha – Pavuna 


Prefixos da Frota: 

A 63 500
B 63 000

Sede: Rua Mauricio de Abreu, 99, Parque Beira Mar, Duque de Caxias – RJ.


Marcelo Almirante
Página lançada em 26 de dezembro de 2018










terça-feira, 25 de dezembro de 2018

Leunam

Leunam Transportes e Turismo Ltda.
1997 – 2000

Resumo Histórico

Empresa de ônibus formada em 1997. Inicia suas operações com as linhas especiais 1088 (Passeio – Vista Alegre), 1099 (Passeio - Pavuna) e 1201 (Passeio - Irajá) da Viação Rubanil, e 1077 (Castelo - Madureira) via Avenida Meriti, da Viação Madureira Candelária.



Prefixo da Frota: 61 000

Sede: avenida Coronel Phidias Tavora, 400, Pavuna, Rio de Janeiro – RJ.


Marcelo Almirante
Página lançada em 25 de dezembro de 2018










Feital

Feital Transporte e Turismo Ltda.
1997 – 2010

Resumo Histórico

Empresa de ônibus fundada em 1986, com sede em Itaguaí (RJ). Inicia suas operações transportando funcionários para a Ilha de Mocanguê. Em 1992, inicia o serviço de linhas urbanas na Baixada Fluminense.

Em 1997, inicia a operação de linhas municipais na cidade do Rio de Janeiro, após  a compra das concessões das linhas 367 (Praça XV - Realengo), 756 (Alvorada – Senador Camará) e 875 (Cascadura – Sepetiba).

Em 1999, operava também a linha intermunicipal 259 (Magalhães Bastos – Itaguaí). 



No dia 28 de setembro de 2009, a  Secretaria Municipal de Transportes anuncia que as 47 linhas de ônibus das empresas Ocidental, Oriental e Feital passariam por licitação em 30 dias. As três empresas receberam um prazo para recuperar suas frotas, mas as melhorias não foram efetuadas. Um pool de empresas foi formado para assumir as linhas provisoriamente.

Em 2010, cria o nome fantasia “Padre Miguel”.

No dia 6 de novembro de 2010, começam a valer as regras do novo sistema de transporte municipal por ônibus, definidas na licitação. Com o início da operação do novo sistema, são extintas as seguintes empresas de ônibus: Breda, Auto Diesel, Erig, Amigos Unidos, Feital, Zona Oeste e Top Rio. As mesmas empresas também não participaram do processo licitatório.

Em 2013, graças a uma liminar da justiça, a "Padre Miguel" retoma suas operações com os antigos ônibus da Viação Feital, extinta em 2010.


Prefixo da Frota: 99 000


REFERÊNCIAS:

“Empresa de ônibus lava dinheiro de Castor”. Jornal do Brasil. 1994, junho, 17. Página 17.

“Trânsito no Rio mata 5 em um dia”. Jornal do Brasil. 1999, janeiro, 27. Página 22.

“Justiça atrasa licitação de ônibus”. Jornal do Brasil. 1997, novembro, 7. Página 22.


Marcelo Almirante
Página lançada em 25 de dezembro de 2018










Saens Peña

Desde 1996

Viação Saens Peña S.A.
Viação Nossa Senhora das Graças S.A.


Resumo Histórico

Empresa de ônibus criada em 1996, a partir de cisão da Viação Verdun. Inicia suas operações com as linhas 125 (Estrada de Ferro – General Osório), 217 (Carioca – Andaraí), 409 (Saens Peña – Jardim Botânico) e 558 (Jardim Botânico – Praça General Osório), enquanto a Viação Verdun continuou operando as linhas 238 (Praça XV – Engenho de Dentro), 239 (Praça XV – Engenho de Dentro), 247 (Camarista Meyer - Passeio) e 455 (Meyer - Copacabana). A Viação Verdun era controlada pelos sócios Jacob Barata, José dos Santos Cunha, Fernando Aurélio Neto, e Acácio Inácio da Silva.

Em 1999, incorpora a Verdun Turismo S.A.

Em 2005, no dia 2 de maio, inaugura a variante da Linha 409 (Sáenz Peña – Jardim Botânico), via túnel Rebouças, com ponto final na Gávea, operando com intervalos de 15 minutos nos horários de pico. Mais tarde, por volta de 2010, a linha ganha a vista 417 (Saens Peña - Gávea).

No dia 24 de abril de 2006, inaugura a operação de 12 carros modelo Busscar Urbanuss Pluss MBB OF-1722M, motor dianteiro, equipados com ar-condicionado, na linha 217 (Carioca – Andaraí).

Em agosto de 2012, muda a razão social para  Viação Nossa Senhora das Graças. 


Linhas da Empresa em junho de 2016:

Troncal 1 (Central - General Osório) via Aterro
Troncal 3 (Central - Leblon) via Copacabana
Integrada 3 (Alvorada - Metrô Botafogo), em "pool" 
217 (Andaraí - Carioca)
409 (Saens Pena - Horto)
416 (Saens Pena - Horto) via Túnel Rebouças
508 (Horto - Metrô Botafogo)
509 (Horto - General Osório) 
539 (Rocinha - Leme)
602 (Andaraí - Saens Pena)


Em agosto de 2018, apresenta a nova pintura da frota, após o fim da padronização da frota municipal, em vigor desde 2010.

Apresentação de novos carros junto com o novo layout da Empresa, em setembro de 2018. Foto Leonardo Lopes


Prefixo da Frota: 71 500

Sede: Rua Leopoldo, 708, Andaraí, Rio de Janeiro – RJ.


REFERÊNCIAS:

"Empresas de ônibus disfarçam cartel". Jornal do Commercio. 1998, julho, 24. 


Marcelo Almirante
Página lançada em 25 de dezembro de 2018







Litoral

Litoral Rio Transportes Ltda.
1994 - 2018

Resumo Histórico

Empresa de ônibus fundada em junho de 1994, a partir de cisão da Viação Redentor, com frota de 129 carros e 12 linhas.



Encerra suas atividades em 21 de fevereiro de 2018, quando explorava 13 linhas de ônibus,   contando inclusive com 25 articulados de BRT, sendo que 12 já estavam parados por falta de manutenção. 


Prefixo da Frota: 20 000

Sede: Estrada do Engenho D’água, 755, Gardênia Azul, Rio de Janeiro – RJ.


REFERÊNCIAS:

“Funcionários de empresa de ônibus Litoral Rio fazem paralisação”. Bom Dia Rio. 2018, fevereiro, 21. 

PELEGI, Alexandre. “Salários atrasados provoca paralisação em empresa de ônibus no Rio”. Diário do Transporte. 2018, fevereiro, 21.


Marcelo Almirante
Página lançada em 25 de dezembro de 2018










segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

Santa Terezinha

Santa Terezinha Auto Ônibus Ltda.
1957 c. - 1962

Resumo Histórico

Empresa de ônibus fundada em meados da década de 1950. Em agosto de 1961, explorava a linha de ônibus  S-16 (Del Castilho - Irajá).

A Empresa paralisa sua atividades em março 1962, quando explorava sua única de ônibus, a S-16 (Del Castilho – Irajá), com 15 ônibus, ao ter sua licença de funcionamento cassada, em função do excesso de multas. A Linha S-16 é logo assumida pela nova empresa Viação Estrela Polar,  extinta em 1964, junto com a Linha.

Carro da Viação Estrela Polar, na Linha S-16 (Del Castilho - Irajá), na Avenida Suburnana, em março de 1963. 
Foto Arquivo Nacional.


Prefixo da Frota: 40 500


REFERÊNCIAS:

“Atropelado e morto”. Última Hora. 1958, abril, 22. Página 11.

“Portaria do dia 9 de março de 1962, nº 113”. Diário Oficial do Estado da Guanabara. Parte I. 1962, março, 12. Página 5221.

“Cassada ontem as licenças de 67 ônibus e 87 lotações”. Jornal do Brasil.  1962, março, 10. Página 5.

“Retirados do tráfego os 154 coletivos que perderam as licenças”. O Jornal. 1962, março, 13. Primeiro caderno, página 10.


Marcelo Almirante
Página lançada em 24 de dezembro de 2018












terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Madureira

Madureira Auto Ônibus Ltda.
1961 - 1965

Resumo Histórico

Empresa de transporte coletivo fundada no início da década de 1960.

Em 1961, assume a operação da Linha 80 (Candelária – Madureira) via Lucas, até então explorada pela Transportes América. 

Linha 80 (Candelária - Madureira). Coleção Edegar Rios Lopes


Em janeiro de 1962, junto com a Viação Cisiotar Ltda., recebe autorização da Comissão de Transportes Coletivos  para explorar o serviço especial de ônibus entre Cascadura e a Barra da Tijuca, durante os finais de semana, nos dias de praia.

Em 1964, seguindo novo Plano de Transportes, a Linha 80 (Candelária – Madureira), é renumerada, ganhando a vista 357 (Candelária – Madureira). 

Linha 348 (São Francisco - Vaz Lobo), via Parada de Lucas e Irajá, na Via Dutra em 1964.
Foto Augusto Antonio dos Santos



A Empresa é extinta em 1965. A Linha 357 (São Francisco – Madureira) é logo assumida pela Viação Santa Eulália.


Prefixo da Frota:  24 500




Notas: 

1 - Segundo Hamilton Correa, tinha sua garagem na Estrada do Portela, 222 que foi ocupada posteriormente pela Transportes Choupal e depois pela Viação Estrela de Prata, mas com o endereço alterado para Rua Soares Caldeira, 39, onde hoje funciona o Madureira Shopping.

2 – Segundo Emilson França, operou também a linha 348 (Candelária – Vaz Lobo), entre 1964 e 1965.


REFERÊNCIAS:

“Colhido por ônibus na Avenida Brasil”. Correio da Manhã. 1960, novembro 24. Primeiro caderno, página 7.

“Passageira agredida por um trocador da Linha 122”. O Jornal. 1961, abril, 26. Página 2.

“Apoio do sindicato ao oficial”. Diário Carioca. 1962, agosto, 24. Primeira página 1.

“Serviço especial de lotação para a Barra”. Jornal do Commercio. 1962, janeiro, 25. Primeiro caderno, página 2.

“Linhas cassadas voltam a circular mas sujeitas às empresas regulares”. Jornal do Brasil. 

“Acidente”. Jornal do Commercio. 1964, dezembro, 23. Primeiro caderno, página 7.

“24 Horas na 29ª DP”. Luta Democrática. 1964, dezembro, 24. Página 6.

“Fala o povo”. Última Hora. 1965, janeiro, 18. Página 2.

“Abuso de empresa de ônibus prejudica usuários da 357”. Luta Democrática. 1966, abril, 8. Página 5.

“Mais um desastre de ônibus na avenida Brasil com 11 vítimas”. Diário de Notícias. 1967, junho, 25. Primeira seção, página 14.


Marcelo Almirante
Página lançada em 11 de dezembro de 2018











Nossa Senhora da Glória

Empresa de Lotações Nossa Senhora da Glória Ltda.
1953 c. - 1968

Informações Sumárias

Empresa de transporte coletivo fundada em meados da década de 1950. Inicia suas operações explorando uma linha de lotação interbairros na Zona Norte.

Em 1956, explorava a linha de ônibus Vila Cascatinha  - Olaria, concorrendo diretamente com pequenos lotações. 

Em março de 1957, explorava a linha de lotação Sáenz Peña - Olaria, transformada em linha de ônibus no ano seguinte, com a vista S-23 (Sáenz Peña - Olaria). 


Linha S-23 (Sáenz Peña - Olaria). Correio da Manhã, 27/06/1958


No dia 6 de julho de 1961, a Comissão de Transportes Coletivos aprova o prolongamento da linha S-24 (Campo São Cristóvão - Olaria) até o Largo de São Francisco da Prainha, no Cais do Porto.

Em agosto de 1961, explorava a linha de ônibus S-24 (São Francisco da Prainha - Olaria), via rua São Luiz Gonzaga.  A linha no entanto teve vida curta, sendo extinta no mesmo ano.

Linha S-24 ( São Francisco da Prainha - Olaria).  A Noite, 15/08/1961


Em 1964, seguindo novo Plano de Transportes, a linha de ônibus S-23 (Sáenz Peña - Olaria) via Vieira Fazenda, é renumerada, ganhando a vista 625 (Sáenz Peña - Olaria).




A Empresa é extinta em 1968, quando explorava sua única linha de ônibus, a 625 (Sáenz Peña - Olaria), logo assumida pela Viação Rubanil.


Prefixo da Frota: 38 000

Sede: Rua João Rêgo, 77, Olaria, junto com a Viação Rubanil


Nota: Segundo relatos, a Empresa foi formada por proprietários individuais da linha de lotação Meyer-Bonsucesso, e iniciou suas operações com a linha de lotação Sáenz Peña – Olaria.


REFERÊNCIAS:

"Emprêsa de lotações explora os trabalhadores". Imprensa Popular. 1954, maio, 13. Página 2.

"Concorrência desleal". Luta Democrática. 1956, outubro, 31. Página 5.

"Ela mata mais". Tribuna da Imprensa. 1956, junho, 15. Página 2.

"Avançou o sinal e chocou-se com o lotação a ambulância". Diário de Notícias. 1957, março, 31. Primeira seção, página 8.

"A tragédia do Timbó". Luta Democrática. 1961, março, 11. 

“Ônibus destruiu residência incendiou-se e fêz 8 vítimas”. A Noite. 1961, agosto, 15. Página 10. 


Marcelo Almirante
Página lançada em 11 de dezembro de 2018










segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Saens Peña

Viação Saens Peña
1962 - 1964

Resumo Histórico

Empresa formada em 1962, atendendo às determinações do Governo do Estado da Guanabara, que obrigava os proprietários de lotações individuais a se organizarem em empresas.

Inicia suas operações, em abril de 1962, explorando as linhas de lotação Sáenz Peña - Leblon e  Carioca - Uruguai, Sendo a linha Saénz Peña - Leblon, operada  junto com a Emprêsa de Lotações Ceumar, extinta no mesmo ano.

Em 1964, seguindo novo Plano de Transportes, a linha de lotação Carioca - Uruguai ganha a numeração 215.

A Empresa encerra suas atividades em agosto de 1964, quando explorava sua única linha de lotação, a 215 (Carioca - Uruguai), substituída pelos ônibus da Viação Uruguai.


Prefixo da Frota: 35 00


REFERÊNCIAS:

"Operação Tijuca começa amanhã com sete linhas". Tribuna da Imprensa. 1962, abril, 11. Página 6.

“Campanha de Lotações contra a operação ZN”. Diário Carioca. 1962, abril, 20. Página 12.

"Lotação 24 passageiros". Jornal do Brasil. 1964, fevereiro, 13. Classificados. Terceiro caderno, página 7.


Marcelo Almirante
Página lançada em 10 de dezembro de 2018