sábado, 24 de setembro de 2011

Frota moderna chega mais rápido à Zona Sul
Região terá 60% dos novos e mais confortáveis ônibus Mega BRS na 1ª quinzena do mês que vem. Já a Zona Norte terá que esperar até ano que vem para ser beneficiada
POR CHRISTINA NASCIMENTO

Rio - Apresentado nesta quinta-feira, Dia Mundial sem Carro, o ônibus Mega BRS — novo modelo de coletivo mais moderno que vai circular nos corredores exclusivos de mesma sigla na cidade — gradualmente substituirá a frota atual. Mas, embora 18 veículos do tipo estejam desde ontem percorrendo as faixas exclusivas já existentes na Zona Sul, a população da Zona Norte terá que esperar até, pelo menos, o ano que vem.


Com piso baixo para facilitar acesso, motor traseiro, câmbio automático, mas sem ar-condicionado, o Mega BRS começou a circular | Foto: Ernesto Carriço / Agência O Dia

A troca da frota pelos ônibus supermodernos vai de vento em popa na Zona Sul, que conta com corredores BRS em Copacabana, Ipanema e Leblon. Na primeira quinzena do mês que vem, entram em operação mais 70 carros — 60% de uma frota de 115 novos veículos. Cada ônibus custa R$ 350 mil. O restante vai para as ruas da região em novembro.

Secretário municipal de Transportes, Alexandre Sansão informou que os corredores BRS do Centro devem começar a funcionar no início de dezembro, e o primeiro da Z. Norte, no Méier, ficará só para 2012. Sem data ainda.

Os Mega BRS são equipados com piso baixo, que facilita o acesso de pessoas com deficiência e idosos; motor traseiro, que oferece melhor condição de trabalho aos motoristas e diminui ruído e temperatura média no interior do ônibus; e mecanismo que impede parada fora do ponto. O veículo não é equipado com ar-condicionado.

Foi num desses que o prefeito Eduardo Paes chegou ao trabalho, em Botafogo. Antes, Paes pedalou meia hora da Vista Chinesa, vizinha à residência oficial, até o ponto do coletivo, no Leblon: “Sei que a cidade no verão é muito quente. Mas existem pequenos deslocamentos que podem ser feitos de bicicleta ou com transporte público. É um esforço que todos podemos fazer”.

Mais de mil multas

Estacionamento proibido nesta quinta-feira no Rio rendeu 1.006 multas a motoristas. Só no Quadrilátero do Centro (Av. Presidente Antônio Carlos, Rua 1º de Março, Av. Rio Branco e transversais desde a Rua Santa Luzia até a Candelária), que ontem era zona livre de estacionamento, 494 veículos foram multados e outros 23 recolhidos para depósitos.

Nas zonas Sul, Norte e Oeste, mais 512 carros foram multados e 55 rebocados por estacionamento irregular.
Com as iniciativas para diminuir o número de veículos motorizados nas ruas, a redução média no tempo de viagem ontem foi de 3,5% no pico da manhã, calculou a CET-Rio. Entre os nove corredores monitorados, a maior redução de tempo perdido no trânsito foi na Avenida Brasil: 9%. A menor queda foi no corredor Barra-Leblon (1%).

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

PREFEITO DO RIO DE JANEIRO CONHECE NOVO ÔNIBUS MARCOPOLO VIALE BRT, O MAIS AVANÇADO PRODUZIDO NO BRASIL
sexta-feira, 23 de setembro de 2011


Veículo articulado vai circular no primeiro corredor BRT da cidade carioca e utiliza conceitos inéditos de design, conforto e eficiência
O Prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, conheceu no ultim, dia 20 de setembro, o mais novo e moderno ônibus urbano brasileiro, o Marcopolo Viale BRT. O veículo, do modelo articulado, foi apresentado durante a inauguração da estação Novo Leblon, que faz parte do novo sistema Transoeste, e será o primeiro a circular pelo novo corredor BRT da capital carioca.
Desenvolvido para aplicação nos avançados sistemas de transporte coletivo em grandes centros urbanos, o Marcopolo Viale BRT é o mais avançado já fabricado no Brasil e consumiu dois anos de pesquisas e desenvolvimento. A versão articulada tem até 21 metros de comprimento, capacidade para transportar até 145 passageiros e foi concebida com inéditos conceitos de design, ergonomia, conforto, segurança e eficiência.

Segundo Paulo Corso, diretor de operações comerciais para o mercado brasileiro da Marcopolo, as áreas de engenharia de desenvolvimento e design da empresa aplicaram a experiência e o conhecimento adquiridos nos quase 40 anos de fornecimento para os sistemas viários de transporte coletivo de diversos países. “Este é o grande diferencial do Viale BRT em relação a qualquer veículo da categoria, pois nenhum outro fabricante tem tamanha vivência e nem desenvolveu e forneceu tantos ônibus para sistemas como o BRT em todo o mundo. E isso faz uma enorme diferença na hora de definir as características do modelo, tanto na redução de custos e na eficiência operacional para o frotista, quanto no conforto, segurança e bem-estar para passageiros e usuários”, destaca.
Externamente, o Viale BRT tem desenho futurista, inspirado nos mais modernos trens de alta velocidade em operação no mundo. Os vidros laterais colados garantem maior visibilidade e proporcionam uma visão panorâmica aos passageiros.
O veículo tem exclusivos conjuntos óticos dianteiro e traseiro em LEDs, que garantem melhor iluminação e reforçam a identidade da marca. Também é o primeiro ônibus urbano no mercado brasileiro a contar com Daytime Running Light, dispositivo de acendimento automático dos faróis mesmo durante o dia.
Conforto interno
Internamente, o Viale BRT inova nos conceitos de ocupação de espaço e de ergonomia. A maior largura interna, associada à configuração das poltronas, proporciona maior área livre e facilitam a circulação dos passageiros, tornando a viagem mais cômoda e confortável. A altura interna também foi aumentada, permitindo a inclusão de eficientes dutos de ar, alto-falantes e amplo espaço para propaganda nas laterais superiores.
A concepção do Viale BRT é de um veículo robusto e extremamente confiável, imagem conquistada junto às pessoas que o utilizam, produto de excelente relação custo/benefício, atributo reconhecido pelos empresários do setor de transporte urbano de passageiros. Outras características importantes são a redução de custos, sustentabilidade do produto, praticidade e tecnologia embarcada.
Para atingir o objetivo de valorizar a viagem de ônibus, independente do percurso ou duração, e proporcionar ganhos operacionais para os empresários, o Viale BRT pode ser oferecido com GPS, televisão digital, internet sem fio (wireless), câmeras de segurança, computador de bordo, além de sistemas de indicação de parada áudio visual e gerenciamento de frota.
Ideal para o transporte urbano, o Viale possui câmbio automático e sistema de segurança para que o ônibus não se movimente com as portas abertas. O veículo atende todas as exigências dos sistemas de plataformas de embarque existentes no País, com opção de porta com 1.100 mm de vão livre na frente do rodado dianteiro e piso elevado, adaptados à acessibilidade.
Fonte da Matéria: Website Marcopolo

Material jornalístico passível de direitos autorais. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes. Antes de reproduzir por qualquer meio, consulte sobre autorização.
Poderá também gostar de:
MARCOPOLO LANÇA NOVO ÔNIBUS VIALE BRT, O MAIS AVANÇADO ...
PREFEITO DO RIO DE JANEIRO CONHECE NOVO ÔNIBUS MARCOPOLO
Em primeiríssima mão Marcopolo, disponibiliza o vídeo do ...
SISTEMA BRT (BUS RAPID TRANSIT) É SOLUÇÃO PARA REDUÇÃO DE ...
LinkWithin
SHARE |
POSTADO POR BUSOLOGIA MUNDIAL ÀS 11:12
MARCADORES: BRT (BUS RAPID TRANSIT), MARCOPLO

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Barra terá primeira estação de ônibus expresso

20/07/2011 - R7

Projeto deve ser concluído no primeiro semestre de 2012

O prefeito Eduardo Paes apresenta às 10h desta terça-feira (20) a primeira estação de BRT (Bus Rapit Transit) da Transoeste, corredor de ônibus expresso que Vai ligar a Barra da Tijuca a Campo Grande e Santa Cruz. O projeto deve ser concluído até junho de 2012. O ponto, destinado a embarque e desembarque, fica na Avenida das Américas, na altura do condomínio Novo Leblon, na Barra, zona oeste, e ficará disponível, segundo a prefeitura, para que a população possa se familiarizar com a "novidade". A estação tem 250 metros quadrados e poderá atender até 5.000 passageiros por hora.

A obra faz parte do pacote visando a Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada de 2016. a prefeitura também irá construir para estes eventos o BRT Transcarioca, Transolímpica e Transbrasil, ligando as principais regiões da cidade. Ao todo, serão 39 estações.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Scania pega carona em nova linha de ônibus no Rio

14/09/2011 -

Montadora aposta no mercado urbano com modelo para sistema de transporte rápido

Ana Paula Machado

A Scania, tradicional fornecedora de ônibus rodoviários, está entrando forte no mercado urbano.Em parceria com a Neobus desenvolveu um veículo para atender a demanda do novo sistema de transporte adotado na cidade do Rio de Janeiro, o BRS (Bus Rapid Service), e aproveitar as oportunidades que devem surgir na expansão deste sistema no país.O RBS não usa estações de embarque e o tráfego é feito em corredores exclusivos. O ônibus da Scania para o sistema tem 13 metros, piso baixo e pode levar até 105 passageiros. "É grande, mas ao mesmo tempo menor que os que são vendidos para aplicações nos tradicionais sistemas BRTs (Bus Rapid Transit), que são em sua maioria, articulados", diz o diretor de vendas da montadora,Wilson Pereira.O executivo relata que já foram comercializados 200 veículos desse tipo para o grupo de transportes Breda Rio.A grande diferença entre este modelo para o ônibus que a Scania vende para o sistema de transporte de outras cidades do Brasil, é justamente a caixa de câmbio. Nesse ônibus a transmissão é semi-automática e a Scania fez uma adaptação nas caixas automáticas que a empresa produz aqui no Brasil."Hoje, não temos um câmbio semi-automático em nosso portfólio, mas fizemos uns ajustes para atender o cliente.
O desenvolvimento durou um ano", diz Pereira.
Além das mudanças na transmissão, o novo ônibus da Scania prioriza o espaço interno já que o motor é instalado na parte traseira do veículo e com isso permite uma carroceria mais larga que os ônibus convencionais.
"Com esse ônibus vamos aumentar nossa gama de produtos no segmento de veículos urbanos.
Hoje, somos fortes em rodoviários, 80% das nossas vendas são para empresas desse segmento", disse o executivo.Até agosto, a Scania vendeu 670 ônibus, uma queda de 10,4% em relação aos números do ano passado. 

O segmento de ônibus rodoviário vem sofrendo uma desaceleração, pois, as empresas não fazem encomendas.
"A licitação das linhas interestaduais deve dar um novo gás aos negócios. Mas queremos diminuir nossa dependência do segmento e fortalecer nossa posição em urbanos, que é o mercado que mais cresce no país."
Carroceria futurista
Coube a Neobus desenvolver a carroceria para o ônibus da Scania.O diretor da companhia, André Hoffmann, disse que a empresa criou uma nova linha de produto e o BRS foi adaptado do novo conceito. "São ônibus mais modernos, com câmeras para manobras, sensor de estacionamento com indicação de distância, wireless, sistema anunciador de voz (junto às portas), monitores informativos e GPS. Um ponto importante, o modelo tem espaços maiores para propagandas, o que pode dar ao empresário mais uma fonte de renda", disse Hoffmann.Para a fabricação da nova linha, a Neobus está aumentando a capacidade de produção de sua unidade em Caxias do Sul de 14 unidades por dia para 20 ônibus diários. "Em dois meses concluímos as obras e teremos espaços para atender a demanda crescente", ressaltou. A Neobus espera comercializar 4,5 mil ônibus em 2011, 500 unidades a mais que o negociado em 2010.
"Hoje, 80% das nossas vendas são no segmento de ônibus rodoviários, que sofre uma desaceleração"

Wilson Pereira

O NOVO MODELO DA SCANIA
36 pessoas É o número de passageiros que poderão viajar sentados no novo modelo de ônibus.Em pé, poderão trafegar 47 passageiros.

PARTICIPAÇÃO NO PAÍS
32% É a participação da Scania no segmento de ônibus pesados, veículos acima de 13 metros esses modelos são usados em sua maioria em estradas.
Fonte da Matéria: Brasil Econômico/AC

domingo, 11 de setembro de 2011

Motorista que aderir ao Dia Mundial Sem Carro terá direito ao RioCard de graça

11/09/2011 - Jornal do Brasil

Para incentivar os motoristas do estado do Rio a deixarem o carro e a moto em casa no próximo dia 22 de setembro, quando ocorre a campanha mundial “Na cidade sem meu carro”. Cinco mil motoristas que cadastrarem o Renavam do seu veículo no site da Fetranspor (www.fetranspor.com.br) entre os dias 9 e 14 de setembro vão receber em casa um RioCard com R$ 10 em passagens para usar nos ônibus.

A novidade será divulgada pela Fetranspor em anúncios nos jornais e nas rádios, e com campanhas nas redes sociais e nos terminais rodoviários com a distribuição de cem mil adesivos alusivos à data com o slogan “Dia Mundial sem Carro – Orgulho de participar”. 

O evento “Na cidade sem meu carro” ou “Dia mundial sem carro” surgiu na França em 1997. Seu objetivo é conscientizar os cidadãos para os prejuízos do uso excessivo do transporte individual motorizado em detrimento de outros meios que promovem a sustentabilidade, como o transporte coletivo e a bicicleta. 

- A Fetranspor não poderia deixar de apoiar a iniciativa do Governo do Estado e da Prefeitura. É uma oportunidade de promover o conceito de sociedade sustentável e mostrar que o transporte coletivo é a alternativa lógica ao uso do automóvel.  O ônibus leva até 80 pessoas no mesmo espaço físico de três carros, que levariam no máximo 15 ocupantes. Ele não precisa de vagas para estacionar, que poderiam ser transformadas em praças e equipamentos comunitários – Defende Edmundo Fornasari, diretor de Marketing e Comunicação da Fetranspor.

Diesel de cana
Segundo Edmundo, o ônibus é injustamente responsabilizado pela poluição dos veículos individuais, pois gera 17 vezes menos emissões que um automóvel e 65 vezes menos que a motocicleta por passageiro transportado.

- Na Europa o diesel é entendido como um combustível cada vez mais limpo e é largamente utilizado. As emissões gasosas dos veículos diesel serão drasticamente minimizadas com as novas tecnologias de motorização Proconve 7, equivalente ao Euro 5, que os ônibus vão usar a partir de 2012 – acrescenta.

O diesel ainda pode ser “ecologicamente potencializado” pela adição de diesel de cana que está sendo testado pela Fetranspor nos ônibus do Rio. Ele pode reduzir as emissões de gases de efeito estufa em mais de 90%, além de serem compensadas totalmente pelo crescimento da cana de açúcar.

As empresas de ônibus do estado do Rio de Janeiro têm o mais amplo programa de acompanhamento de emissões realizado no Brasil, com aprovação de 96% da frota no Selo Verde, do Instituto Estadual do Ambiente (Inea).

Nova frota de ônibus do Rio será apresentada no dia 22

Nova frota de ônibus do Rio será apresentada no dia 22

Novo ônibus do Rio está sendo produzido pela empresa Neobus Foto: Divulgação
Cíntia Papa Tamanho do textoA A A
Senhores passageiros! Acomodem-se em seus lugares porque vai começar a viagem a bordo dos cem ônibus da nova frota do Rio. No Dia Mundial sem Carro, em 22 de setembro, os motoristas terão um motivo a mais para deixar o automóvel em casa e optar pelo transporte coletivo. Nessa data, a prefeitura vai apresentar aos cariocas os novos coletivos que serão usados no Sistema Bus Rapid System (BRS) — corredores rápidos para ônibus. E o EXTRA revela, com exclusividade, como serão os novos modelos.

Parte da nova frota começa a circular este mês, nas pistas exclusivas de Ipanema, Leblon e Copacabana, os primeiros BRSs inaugurados na cidade.

O secretário municipal de Transportes, Alexandre Sansão, afirmou que a nova frota trará inúmeros benefícios aos usuários, sobretudo para os idosos e os portadores de necessidades especiais:

— A tecnologia usada nos novos ônibus torna a viagem mais confortável e menos estressante porque a suspensão pneumática reduz drasticamente os ruídos e as trepidações do veículo.

Interior dos novos ônibus do Rio Foto: Divulgação
Sansão também ressaltou a importância de ter na cidade sede da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos um veículo que ofereça segurança e agilidade aos passageiros:

— Tive a oportunidade de andar num dos veículos que entrarão em operação ainda este mês e pude constatar que essa nova frota vai ao encontro dos padrões de qualidade, segurança e conforto que o transporte público de uma cidade como o Rio de Janeiro precisa ter — concluiu ele.

Inspirados nos trens de alta velocidade (trem bala) e desenvolvidos especialmente para o sistema BRS, os ônibus reúnem modernidade e conforto para os 82 passageiros — 35 sentados e 47 em pé — que utilizarão o coletivo a cada viagem.

Interior dos novos ônibus do Rio Foto: Divulgação
Projetados pela empresa Neobus, os coletivos têm piso baixo, câmbio automático, cabine para o motorista, poltrona para pessoa obesa e outros três assentos diferenciados. Há ainda espaços reservados para cadeirantes e para cães-guia de deficientes visuais.

A parede ao lado do motorista está ligada a uma área privativa. Também há espaço reservado para propaganda com iluminação por led. As poltronas têm estofamento diferenciado, para proporcionar mais conforto ao passageiro.

Outra novidade é o padrão low entry (piso baixo), que permite embarques e desembarques mais rápidos e confortáveis por eliminar as escadas no acesso ao veículo.

O projeto dos corredores exclusivos para coletivos, os BRSs, prevê que, até 2014, toda a frota esteja renovada.