segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Guanabara Diesel vende 87 ônibus articulados para o BRT Transoeste do Rio de Janeiro

30/01/2012 - Guanabara Diesel

A Guanabara Diesel realizou a venda de 87 ônibus articulados O 500 MA para uso no sistema BRT do Rio de Janeiro. Foram 47 unidades adquiridas pela Auto Viação Jabour e 40 pela Expresso Pégaso. Os veículos contam com a tecnologia BlueTec 5, que se destaca por motores mais potentes, econômicos e ecológicos, atendendo ao PROCONVE P-7, legislação que entrou em vigor no País no início do ano. Os ônibus articulados escolhidos são os lideres de vendas no País desde seu lançamento, em 2006, com mais de 1.000 unidades vendidas e mais de 70% de participação em seu segmento.

As empresas Jabour e Pégaso irão atuar no BRT Transoeste, primeiro projeto de corredores exclusivos do Rio de Janeiro, que já conta com duas estações prontas e deve ser inaugurado ainda no primeiro semestre de 2012, com 64 estações. O corredor, com 56 quilômetros, ligará a Barra da Tijuca a Campo Grande e Santa Cruz e deverá diminuir em 50% o tempo gasto no trajeto, beneficiando cerca de 220 mil pessoas diariamente. Ele faz parte do pacote de obras viárias de preparação da cidade do Rio de Janeiro para receber a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos. O pacote inclui ainda os BRTs Transcarioca (em obras), Transolímpica (em licitação) e Transbrasil (em projeto).

Além de fornecer os chassis, a Mercedes-Benz está apoiando os clientes a se prepararem para o início de operação dos ônibus. Em sua unidade de Campinas, São Paulo, a Mercedes-Benz realizou uma série de apresentações para profissionais de operação e manutenção de empresas do Rio de Janeiro sobre os novos ônibus 2012 e as novas tecnologias, como o BlueTec 5.

sábado, 28 de janeiro de 2012

No Rio, Implantação da BRS Presidente Vargas é adiada por conta dos desabamentos

28/01/2012 - O Dia Online

A implantação da BRS Presidente Vargas, prevista para o dia 8 de fevereiro, foi adiada para o dia 27 em função da continuidade dos trabalhos de resgate e remoção de escombros dos prédios que desabaram na Avenida Treze de Maio, no Centro. A Secretaria Municipal de Transportes informou que todas as informações relativas ao projeto estão mantidas.

Inicialmente, o corredor funcionará exclusivamente nas pistas centrais em toda a sua extensão, ou seja, no trecho compreendido entre a descida do Trevo das Forças Armadas e a Candelária. 

"Com mais este BRS, a cidade passa a contar com 24km de corredores preferenciais para transporte público", comentou o secretário municipal de Transportes, Alexandre Sansão.

A partir do dia 27, 187 linhas circularão pelo corredor de 3,5 km de extensão por sentido e os pontos serão organizados da seguinte forma: BRS 1, BRS 2, BRS 3, BRS 4, BRS 5 e um exclusivo para as linhas intermunicipais.

Ao todo, 25 linhas terão os trajetos modificados. Haverá 17 pontos seletivados por sentido ao longo da Presidente Vargas.  

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Terminal Alvorada será o coração do BRT da Zona Oeste

05/01/2012 - Agência Rio

Espaço será ampliado e completamente modernizado para integrar Transcarioca e Transoeste e abrigar linhas expressas e complementares. Passageiros terão mais conforto e segurança com acesso às plataformas pelo subsolo

Começou no início de dezembro uma das principais obras do futuro sistema BRT (Bus Rapid Transit) do Rio: a construção do novo Terminal Alvorada, na Barra da Tijuca. Responsável por fazer a ligação entre praticamente todo o transporte por ônibus da Zona Oeste da cidade, o Alvorada vai ser em breve peça-chave na integração dos corredores expressos Transoeste e Transcarioca.
– A obra está se iniciando exatamente pela parte das plataformas das linhas alimentadoras, que levar os passageiros até o sistema BRT. Isso está sendo feito para que a gente possa transferir todo o Terminal Alvorada atual para essas três plataformas, permitindo o início da construção da plataforma do BRT – explica o arquiteto Jozé Candido Sampaio de Lacerda, criador do projeto do novo Alvorada.
Depois de passar uma grande transformação viária, a área do terminal, que agora se estende até parte do terreno onde funciona um posto do Detran, terá capacidade para receber os veículos articulados do BRT e os ônibus comuns que vão continuar operando as linhas alimentadoras, além de permitir a expansão do sistema com ônibus biarticulados.
Com quase 300 metros de extensão, cada uma das três plataformas alimentadoras do novo terminal terá capacidade para receber entre 20 e 24 ônibus ao mesmo tempo, enquanto uma quarta ficará exclusiva para os BRTs, podendo receber 14 deles simultaneamente.
– Esse terminal será composto dessas linhas todas e ainda terá um grande estacionamento com mais de 240 vagas para carros particulares, um centro de controle de operações e um edifício para a administração – detalha o arquiteto.

Como é hoje e como vai ficar o Terminal Alvorada, integração entre Transoeste e Transcarioca
Além da infraestrutura para carros particulares, o Alvorada contará com um grande estacionamento para os veículos do BRT, onde até 19 ônibus articulados e seis biarticulados vão poder aguardar os horários de pico do transporte da cidade para poderem entrar no sistema.
Os acessos para passageiros também serão alterados, já que, no BRT, as passagens são compradas fora dos ônibus. Para quem chega a pé da Avenida Ayrton Senna, as passarelas já existentes no entorno do terminal serão remodeladas para permitir a chegada direto às plataformas de embarque, que contarão com catracas semelhantes às do metrô.
Para quem chega de carro pelo estacionamento ou sai da Cidade das Artes (Antiga Cidade da Música), o caminho até as plataformas de embarque será feito por meio de uma passagem subterrânea que vai cortar todo o complexo. Um segundo túnel para pedestres vai interligar as plataformas por outra extremidade.
– É importante ressaltar que toda a passagem das plataformas das alimentadoras para a do BRT será feita por meio subterrâneo, com escadas rolantes e elevadores. Nenhum passageiro vai atravessar de uma plataforma para a outra pelas vias por onde passam os ônibus. Isso dará conforto e segurança ao usuário ¬– complementa Jozé Cândido.
Fundamentais na integração dos dois sistemas de ônibus da Cidade Olímpica – o BRT e o alimentador –, as passagens subterrâneas vão contar com estrutura de banheiros, lojas e cabines de serviço, para que os passageiros tenham conforto enquanto aguardam o embarque.
– O mesmo critério que nós usamos nas estações BRT nós estamos trazendo para o Terminal Alvorada: uma área de mais conforto, com um ambiente mais claro. O passageiro vai chegar aqui e perceber que está num ambiente que o respeita. Por isso, ele vai manter isso da melhor forma possível – conclui.

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

1971

Túnel Velho. Arquivo Nacional.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Passagens para ônibus com ar e de integração com metrô aumentam

02/01/2012 - O Globo

Novas tarifas entraram em vigor nesta segunda-feira

RIO - Após o reajuste dos ônibus convencionais, a Prefeitura do Rio autorizou o aumento das tarifas para os ônibus urbanos com ar-condicionado e os que fazem a integração ônibus-metrô. Os novos valores estão em vigor desde o primeiro minuto desta segunda-feira. Segundo a Secretaria municipal de Transportes, o cálculo da nova tarifa teve como base os contratos de concessão do sistema convencional de transporte coletivo por ônibus. (Confira a tabela com as novas tarifas)

Os valores máximos das tarifas do programa de integração intermodal metrô-ônibus são: para distâncias iguais ou menores a 30 quilômetros, a tarifa passa a ser R$ 4,15. Para coletivos que rodam entre 30,1 e 50 quilômetros, o valor é R$ 4,35. Entre 50,1 Km e 70 quilômetros, o custo é de R$ 4,50. Para viagens entre 70,1 e 90 quilômetros, os passageiros vão pagar R$ 4,55. Já as passagens para coletivos que rodam mais de 90,1 quilômetros, o valor é de R$ 6.

Já os ônibus equipados com ar-condicionado, incluindo micro, os miniônibus, midiônibus e urbanos (convencionais) tiveram suas novas tarifas estabelecidas de acordo com o percurso percorrido no município do Rio. Para ônibus urbano tipos I e II, com ar-condicionado: para distâncias iguais ou menores a 30 quilômetros, a tarifa passa a ser R$ 2,85. Para coletivos que rodam entre 30,1 e 50 quilômetros, o custo é de R$ 3,10. Entre 50,1 Km e 70 quilômetros, o custo é de R$ 3,30. Para viagens entre 70,1 e 90 quilômetros, os passageiros vão pagar R$ 3,40. Já as passagens para coletivos que rodam mais de 90,1 quilômetros, o valor é de R$ 5,40.

A partir desta segunda-feira, o Bilhete Único Carioca dos ônibus passou de R$ 2,50 para R$ 2,75 (10%). No primeiro minuto de domingo, o pedágio da Linha Amarela para carro de passeio saltou de R$ 4,30 para R$ 4,70 (9,3%). Em Niterói, a partir desta segunda-feira, as passagens de ônibus ficaram mais caras: sobem de R$ 2,50 para R$ 2,75, o que representa um aumento de 10%.