segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Transoceânica: Niterói terá corredor expresso de ônibus com ciclovia

26/09/2014 - R7

A nova via vai lugar a região oceânica à zona sul de Niterói

R7, com Agência Brasil

Obra da Transoceânica foi orçada em R$ 310 milhões
créditos: Reprodução

Os ministérios das Cidades e do Planejamento, Orçamento e Gestão assinaram nesta quinta-feira (25) com a Prefeitura de Niterói e a concessionária responsável a ordem de início das obras para o corredor de ônibus expresso TransOceânica. A via ligará a região oceânica e a zona sul de Niterói e faz parte do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) mobilidade.

As obras e o projeto executivo serão executados pelas empresas Constran S.A. Construções e Carioca Engenharia Christiani Nielsen, e a licitação, com 85% de recursos federais, foi orçada em R$ 310 milhões. A construção da via deve começar entre fevereiro e março do ano que vem, e durar 18 meses, com previsão de conclusão para 2016. A estimativa da prefeitura é que, com a ligação pelo corredor expresso de 9,3 quilômetros, o tempo de viagem caia em cerca de 50 minutos.

O vice-prefeito Axel Grael, que também é diretor do escritório geral de projetos, falou sobre a expectativa da redução do trânsito.

"Essa é uma região robusta da cidade e a ideia é fazer um meio de transporte competitivo e confortável para que as pessoas deixem o carro em casa."

Diferente das vias inauguradas recentemente no Rio, que são BRTs, a Transoceânica terá um serviço de ônibus chamado BHLS (Bus of High Level Service), que se diferencia por somar as linhas alimentadoras ao próprio corredor expresso, sem a necessidade de baldeações, como disse o prefeito Rodrigo Neves.

"Os ônibus saem dos bairros e entram no corredor para ir até o outro lado. É um modelo mais europeu, enquanto o BRT é mais norte-americano."

Um túnel de 1,2 quilômetro de extensão será construído e, além da via exclusiva e de duas faixas para carros, a Transoceânica terá uma ciclovia.

A ministra do Planejamento, Mirian Belchior, participou do lançamento e destacou a importância de o transporte ser implementado com integração tarifária com as barcas que ligam Charitas ao Rio de Janeiro. Segundo o vice-prefeito, já foi pedido ao governo do estado a criação de uma tarifa social no transporte de barcas entre o trecho, para que o preço seja atrativo a quem hoje opta pelo carro.

Miriam também falou sobre as comissões criadas no governo para apurar os erros na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. De acordo com a ministra, a comissão tem a mesma composição que todas as sindicâncias e é preciso esperar o trabalho de apuração. Segundo ela, não há reclamações oficiais do IBGE sobre rigor excessivo no processo.

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Itinerários de ônibus municipais e intermunicipais que passam pelo Centro serão reordenados

Medidas incluem, além de mudanças de trajeto, a transferências de pontos. Objetivo é melhorar fluidez no trânsito

POR GISELLE OUCHANA

25/09/2014 - O Globo

RIO - A Secretaria municipal de Transportes (SMTR) vai implantar, a partir do dia 1º de novembro, medidas de reordenamento e racionalização de itinerários e pontos finais de ônibus municipais e intermunicipais que circulam no Centro. O principal objetivo, de acordo com o órgão, é proporcionar melhor fluidez ao trânsito nas vias da região. Ao todo, 45 linhas sofrerão alterações de trajetos e paradas, sendo 20 intermunicipais, nove municipais convencionais e 16 linhas executivas.

As principais mudanças afetam ônibus convencionais que vêm da Zona Oeste. Ao todo, nove linhas (Sulacap-Carioca, Cosmos-Carioca, Bangu-Tiradentes, Padre Miguel-Carioca, Santa Cruz-Carioca, Vila Aliança-Carioca, Bangu-Carioca, bairro Jabour-Carioca e Campo Grade-Carioca), que atualmente fazem ponto final na Avenida Chile, serão transferidas para a pista lateral da Avenida Presidente Vargas, sentido Zona Norte, entre as avenidas Rio Branco e Passos.



O processo de racionalização dos itinerários também vai influenciar o trajeto de 20 linhas intermunicipais que vêm da Baixada Fluminense, São Gonçalo e Niterói. São elas: 110D, 124B, 129B, 463C, 269C, 471C, 478B, 486C, 521D, 565D, 524B, 559Bm 722D, 724D, 726D, Passeio-Paracambi, Passeio-Japeri, Duque de Caxias-Praça Quinze, Santa Isabel-Passeio e Vendas das Pedras-Praça Quinze. O secretário municipal de transportes, Alexandre Sansão, disse que a prefeitura quer, assim, evitar que os veículos trafeguem em vias onde não há necessidade.

Sendo assim, os coletivos que chegam pela Avenida Presidente Vargas, principal via de acesso ao Centro, e que atualmente fazem ponto final no Passeio Público e na Avenida Augusto Severo, farão ponto final na Avenida Presidente Vargas, altura da Candelária, e na Rua Camerino.

Para a população, a secretaria promete fazer um trabalho de informação antes da implantação das mudanças, com placas, folhetos e agentes de informação espalhados pelas ruas.

— Nós vamos aprofundar o processo de informação, com sinalização e folhetos, com mais de um mês de antecedência dessa reformulação. A fluidez no trânsito é um compromisso nosso com o Ministério Público, tendo em vista o avanço das obras do Porto Maravilha — afirmou Sansão, ressaltando que outro objetivo é evitar que ônibus circulem vazios pelas ruas do Centro da cidade.

Apesar das transferências para a Avenida Presidente Vargas, o secretário não acredita em um possível congestionamento na região.
 
— De acordo com estudos que temos na SMTR, a Avenida Presidente Vargas tem bastante capacidade e já teve o volume de tráfego reduzido por conta do fechamento do Mergulhão da Praça Quinze e da eliminação do Elevado da Perimetral, ou seja, passamos a ter um espaço no trecho que nos permite implantar os pontos terminais — explicou o secretário.

Ainda de acordo com Alexandre Sansão, a Avenida Presidente Vargas tem uma posição estratégica por ser conhecida e por ser uma área centralizada, em que os passageiros terão a possibilidade de chegar rápido aos pontos, com uma caminhada de, no máximo, dez minutos.


Pedestres atravessam a Avenida Presidente Vargas, na esquina com a Rio Branco - Custodio Coimbra / Agência O Globo (21/07/2014)

Linhas municipais executivas que fazem pontos terminais na região do Castelo, no Terminal Menezes Cortes e na Avenida Churchill, terão itinerário de saída alterados. Os ônibus serão distribuídos por dois eixos: o primeiro pelas ruas da Assembleia, Carioca e Frei Caneca; e o segundo pelas Avenidas Graça Aranha e Mem de Sá. A mudança ocorrerá nas linhas Gardênia Azul-Castelo, Praça Seca-Castelo (via Avenida Menezes Cortes), Taquara-Castelo (via Linha Amarela), Freguesia-Castelo, Grajaú-Castelo, Engenho de Dentro-Castelo, Pavuna-Castelo, Mariopolis-Castelo, Campo Grande-Castelo (via Avenida Santa Cruz), Campo Grande-Castelo (via Avenida Brasil), Castelo-Estrada da Posse, Bananal-Casterlo (via Linha Amarela), Ribeira-Castelo (via Linha Vermelha), Bancarios-Castelo, Vila Valqueire-Castelo e Vila Valqueire-Castelo (via Marechal Hermes).

PARA ESPECIALISTA, EFICÁCIA É DÚVIDA

Especialista em transportes públicos, o professor da Fundação Getúlio Vargas Márcio Barbosa teme que a alteração seja um tiro no pé. Segundo ele, a mudança pode provocar o aumento do uso de transporte individual pelos passageiros, gerando congestionamentos.

— Espero que com essa transferência dos pontos do Passeio Público, por exemplo, a gente não esteja "punindo" aquele que precisa ser privilegiado com o transporte coletivo intermunicipal que, com as mudanças, vai precisar se deslocar de lá até o outro extremo da Avenida Presidente Vargas. Se essa pessoa passar a utilizar o próprio carro, estaremos dando um tiro no pé — comentou.

A eficácia dessas alterações também é motivo de dúvida para Barbosa, que acredita numa sobrecarga dos pontos terminais na Presidente Vargas.

PUBLICIDADE


— A minha preocupação é a quantidade de linhas transferidas para a Avenida Presidente Vargas. Esses pontos podem ficar sobrecarregados, podendo gerar transtornos para os passageiros. Espero que o levantamento tenha sido feito de forma adequada e que o secretário esteja absolutamente correto — afirmou.

Desde o início do ano, por conta das obras do Porto Maravilha e das implosões do Elevado da Perimetral, o carioca já sente os impactos das mudanças. Em fevereiro, pelo menos 21 linhas que vêm dos municípios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá, além de ônibus que chegam da Baixada, tiveram suas rotas e pontos finais alterados.

Ainda por causa do plano de mitigação para avanço das obras do Porto Maravilha, a Avenida Rio Branco passou a ter mão dupla, exclusivamente para ônibus e táxis, quando foram abertas duas faixas em direção à Candelária e três sentido Aterro do Flamengo. Desde então, veículos de passeio não podem mais circular pela via. Além de alterar a rotina de quem trafega pelo Centro, motoristas e pedestres tiverem dificuldades em transitar pela região, causando, na época, um enorme engarrafamento nos acessos ao bairro.

Read more: http://oglobo.globo.com/rio/itinerarios-de-onibus-municipais-intermunicipais-que-passam-pelo-centro-serao-reordenados-14041564#ixzz3EMlu9Ygr

Prefeitura vai reordenar itinerários de ônibus que circulam no Centro

Medidas incluem mudanças no trajeto e transferências de pontos

25/09/2014 - O Globo

RIO - A Secretaria municipal de Transportes (SMTR) vai anunciar na manhã desta quinta-feira, medidas para reordenar e racionalizar os itinerários das linhas municipais e intermunicipais de ônibus que transitam pela região central do Rio. Além das mudanças no trajeto, haverá transferência de local de pontos e de paradas terminais.

Desde o início do ano, por conta das obras do Porto Maravilha e as implosões do Elevado da Perimetral, o carioca já sente os impactos das mudanças. Em fevereiro, pelo menos 21 linhas que vêm dos municípios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá, além de ônibus que chegam da Baixada, tiveram suas rotas e pontos finais alterados.

Ainda por causa do plano de mitigação para avanço das obras do Porto Maravilha, a Avenida Rio Branco passou a ter mão dupla, exclusivamente para ônibus e táxis, quando foram abertas duas faixas em direção à Candelária e três sentido Aterro do Flamengo. Desde então, veículos de passeio não podem mais circular pela via. Além de alterar a rotina de quem trafega pelo centro, motoristas e pedestres tiverem dificuldades em transitar pela região, causando, na época, um enorme engarrafamento nos acessos ao Centro.

Read more: http://oglobo.globo.com/rio/prefeitura-vai-reordenar-itinerarios-de-onibus-que-circulam-no-centro-14041564#ixzz3EKYPxwCR

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Prefeitura do Rio apresenta dois novos ônibus biarticulados para o BRT

19/09/2014 - Agência Rio

Da Redação

O prefeito Eduardo Paes apresentou nesta sexta-feira (19) dois ônibus biarticulados que serão utilizados no sistema BRT (Bus Rapid Transit), corredor expresso para ônibus articulados. Os dois veículos, com capacidade para 270 passageiros cada – mais do que a capacidade de um Boeing - têm 28 metros de comprimento e vão operar nos corredores expressos Transoeste, que liga Santa Cruz à Barra, e Transcarioca, do Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador, à Barra da Tijuca. ,

O modelo Volvo B340M biarticulado é totalmente fabricado no Brasil e é o maior ônibus em circulação no país. A princípio, os veículos serão usados no trajeto Alvorada/Mato Alto, da Transoeste.

- Vamos testar esses dois biarticulados e tenho certeza de que eles vão aumentar o conforto e a rapidez dos usuários, principalmente nas estações que ficam mais cheias nos horários de maior movimento. A grande vantagem do BRT é a flexibilidade: o investimento não é absurdo, sendo mais fácil exigir do concessionário a compra de novos ônibus. E é isso que vamos continuar fazendo, para cada vez mais servir e aumentar a qualidade para o usuário – disse Paes.

O uso de veículos biarticulados nas canaletas do BRT faz com que um número maior de passageiros seja transportado simultaneamente. De acordo com o fabricante, um biarticulado faz o papel de dois articulados de 18,6m, diminuindo o número da frota, a mão de obra operacional, o consumo em total de litros e a quantidade de pneus rodando. O secretário municipal de Transportes, Alexandre Sansão, disse que os ônibus devem começar a rodar na próxima semana, após licenciados, regulamentados e equipados:

- Em meados da semana que vem vamos começar a operar esses dois novos biarticulados. Esses veículos, como têm capacidade para 270 pessoas, são muito adequados para o serviço direto, que não para e transporta muita gente. Eles consomem 30% a mais de combustível do que os ônibus normais do BRT, mas também transportam 50% a mais de passageiros, o que mostra sua eficiência. Para aproveitarmos bem essa eficiência escolhemos a linha mais adequada a essas características, que é o trajeto Alvorada/Mato Alto (Transoeste), a linha direta que transporta a maior quantidade de pessoas no BRT.

A opção por iniciar o serviço dos biarticulados no BRT Transoeste também foi tomada levando-se em conta o percurso, que possui menos curvas, de mais fácil adaptação para os motoristas. O BRT Transcarioca, por possuir mais curvas, exige um treinamento mais duradouro dos motoristas de adaptação aos novos veículos.

Os ônibus biarticulados que entram em circulação no BRT Rio são equipados com caixa de transmissão automática, freio a disco, e EBS, um sistema de controle eletrônico dos freios que oferece mais eficiência e estabilidade às frenagens. Estes itens garantem segurança à operação, conforto aos passageiros e diminuem o desgaste dos componentes, reduzindo os custos de manutenção.

O modelo tem controle de aceleração inteligente, que otimiza o consumo de combustível. A tecnologia garante que somente a potência necessária seja empregada nos arranques e retomadas de velocidade, de acordo com o peso do veículo, evitando aceleração acima do necessário.

Com o aumento da capacidade de passageiros transportados será possível que mais pessoas, como o representante comercial Francisco Afonso, deixem de usar os veículos pessoais para aderir ao serviço dos BRTs.

- Além de diminuir meu tempo de viagem não me estresso mais no engarrafamento e não preciso ficar procurando vaga. Foi a oportunidade que eu esperava para deixar meu carro em casa, só não uso o BRT quando o trajeto realmente não permite - disse Francisco.

Sistema BRT deve transportar cerca de 500 mil pessoas por dia até o fim do ano, segundo Paes

Dois novos veículos biarticulados foram apresentados pelo prefeito nesta sexta-feira

19/09/2014 - O Globo



Ônibus biarticulados vão operar no BRT Transcarioca - / Divulgação


RIO - O prefeito Eduardo Paes disse, nesta sexta-feira, que até o fim do ano o sistema BRT deve transportar cerca de 500 mil pessoas por dia. O modelo de ônibus biarticulados, que entrarão em fase de teste nos corredores Transoeste e Transcarioca, foi apresentado no Terminal Alvorada, na Barra da Tijuca, Zona Oeste. Com 28 metros de comprimento e capacidade para transportar 270 passageiros, o veículo será o maior coletivo em circulação no país e vai aumentar a capacidade de transporte no corredor que liga a Barra ao Aeroporto Internacional Tom Jobim.

— A intenção é cada vez mais melhorar o sistema. Hoje, os BRTs Transcarioca e Transoeste transportam 340 mil pessoas por dia. Aos poucos, até o final do ano, os BRTs deverão transportar pouco menos que o volume de passageiros do metrô — disse o prefeito, acrescentando que o consórcio deve aquirir no futuro outros ônibus com capacidade igual a estes novos.

Inicialmente, os dois veículos serão licenciados, emplacados e equipados com GPS. Os coletivos passarão por período de teste. Segundo o secretário municipal de Transportes, Alexandre Sansão, quatro dias serão suficientes para equipar e treinar motoristas para biarticulados.

Os novos veículos possuem uma articulação a mais do que os coletivos já utilizados nos BRTs Transoeste e Transcarioca. O uso de biarticulados é um simbolo do transporte rodoviário de alta capacidade e já foi consagrado em Curitiba, no Paraná - cidade pioneira na implantação de BRTs no Brasil.



Read more: http://oglobo.globo.com/rio/sistema-brt-deve-transportar-cerca-de-500-mil-pessoas-por-dia-ate-fim-do-ano-segundo-paes-13983023#ixzz3Dm5Dcj4b

Paes apresenta os ônibus biarticulados da Transcarioca

19/09/2014 - O Globo

RIO - O modelo de ônibus biarticulados, que entrarão em fase de teste no corredor BRT Transcarioca, será apresentado pelo prefeito Eduardo Paes na manhã desta sexta-feira, no Terminal Alvorada, na Barra da Tijuca, Zona Oeste. Com 28 metros de comprimento e capacidade para transportar 270 passageiros, o veículo será o maior coletivo em circulação no país e vai aumentar a capacidade de transporte no corredor expresso que liga a Barra ao Aeroporto Internacional Tom Jobim.

Os novos ônibus possuem uma articulação a mais do que os coletivos já utilizados nos BRTs Transoeste e Transcarioca. Atualmente, há modelos articulados com capacidade para transportar 140 e 180 passageiros. O uso de biarticulados é um simbolo do transporte rodoviário de alta capacidade e já foi consagrado em Curitiba, no Paraná - cidade pioneira na implantação de BRTs no Brasil.

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Eduardo Paes visita obras de túnel do Transolímpico, que vai ligar Deodoro à Barra

16/09/2014 - O Globo

Segundo o prefeito, nova via reduzirá em 80% o tempo de viagem de moradores da Zona Oeste
POR BRUNO AMORIM


Paes durante visita a obra do túnel da Transolímplica - Gabriel de Paiva / Agência O Globo

RIO — O prefeito Eduardo Paes visitou, nesta terça-feira, o canteiro de obras do corredor Transolímpico, via que vai ligar Deodoro à Barra e ao Recreio. Parte dos dois túneis no Maciço da Pedra Branca previstos no trajeto já está escavada. O primeiro terá 1.300 metros e o segundo, 200. A nova via, com 26 quilômetros de extensão, terá três faixas em cada um dos sentidos, sendo que uma delas será exclusiva para o BRT. As restantes poderão ser utilizadas por outros veículos, mas haverá a cobrança de pedágio. A previsão é que a obra fique pronta no primeiro semestre de 2016.

— É uma obra importante. É outro túnel no Maciço da Pedra Branca, depois do da Grota Funda. A função durante os Jogos de 2016 será conectar os parques olímpicos da Barra e de Deodoro. O mais importante é que vai reduzir em 80% o tempo de viagem. Para ir do Riocentro até Deodoro, hoje se leva duas horas e meia em um dia bom. Esse tempo vai ser de 30 minutos com o novo BRT — prometeu Paes.

FLUXO DEVE SER DE 90 MIL VEÍCULOS POR DIA

A previsão é que 90 mil veículos passem diariamente pela nova via expressa. Além disso, 70 mil passageiros deverão ser transportados por dia com o BRT Transolímpico. Ao todo, haverá 17 estações de BRT e três terminais de integração com outros modais (trens da Supervia e os BRTs Transcarioca e Transoeste).

— A gente espera 70 mil passageiros nesse BRT, mas acho que vai dar mais. Aqui será feita a integração entre vários BRTs. O morador da Zona Oeste vai poder pegar o BRT e se conectar com todas as linhas — avaliou Paes.

PUBLICIDADE
 
Segundo o prefeito, na região de Magalhães Bastos o número de desapropriações caiu de 300 para apenas seis. Uma área do Exército foi comprada por R$ 100 milhões, para possibilitar um novo traçado e evitar um grande número de remoções. Na outra ponta da via, na favela Vila União, em Curicica, 876 famílias serão reassentadas. Elas vão para um condomínio com 1.400 unidades do Minha Casa Minha Vida, que está sendo erguido na antiga Colônia Juliano Moreira, em Jacarepaguá.

O coordenador geral de obras da Secretaria municipal de Obras, Eduardo Fagundes, explicou que, por se tratar de uma via expressa, os trabalhos começaram pela construção dos viadutos e pontes — 56 no total. Segundo Fagundes, muitas das estruturas já estão prontas, assim como a terraplanagem na Colônia Juliano Moreira.

A implantação do Transolímpico está orçada em R$ 1,6 bilhão, dos quais R$ 1,1 bilhão serão investidos pela prefeitura e o restante pela concessionária Via Rio, formada pelas empresas Invepar, Odebrecht e CCR/AS, que vai administrar a via por 35 anos.



Read more: http://oglobo.globo.com/rio/eduardo-paes-visita-obras-de-tunel-do-transolimpico-que-vai-ligar-deodoro-barra-13951465#ixzz3Dh8eIe7Q