domingo, 11 de setembro de 2011

Motorista que aderir ao Dia Mundial Sem Carro terá direito ao RioCard de graça

11/09/2011 - Jornal do Brasil

Para incentivar os motoristas do estado do Rio a deixarem o carro e a moto em casa no próximo dia 22 de setembro, quando ocorre a campanha mundial “Na cidade sem meu carro”. Cinco mil motoristas que cadastrarem o Renavam do seu veículo no site da Fetranspor (www.fetranspor.com.br) entre os dias 9 e 14 de setembro vão receber em casa um RioCard com R$ 10 em passagens para usar nos ônibus.

A novidade será divulgada pela Fetranspor em anúncios nos jornais e nas rádios, e com campanhas nas redes sociais e nos terminais rodoviários com a distribuição de cem mil adesivos alusivos à data com o slogan “Dia Mundial sem Carro – Orgulho de participar”. 

O evento “Na cidade sem meu carro” ou “Dia mundial sem carro” surgiu na França em 1997. Seu objetivo é conscientizar os cidadãos para os prejuízos do uso excessivo do transporte individual motorizado em detrimento de outros meios que promovem a sustentabilidade, como o transporte coletivo e a bicicleta. 

- A Fetranspor não poderia deixar de apoiar a iniciativa do Governo do Estado e da Prefeitura. É uma oportunidade de promover o conceito de sociedade sustentável e mostrar que o transporte coletivo é a alternativa lógica ao uso do automóvel.  O ônibus leva até 80 pessoas no mesmo espaço físico de três carros, que levariam no máximo 15 ocupantes. Ele não precisa de vagas para estacionar, que poderiam ser transformadas em praças e equipamentos comunitários – Defende Edmundo Fornasari, diretor de Marketing e Comunicação da Fetranspor.

Diesel de cana
Segundo Edmundo, o ônibus é injustamente responsabilizado pela poluição dos veículos individuais, pois gera 17 vezes menos emissões que um automóvel e 65 vezes menos que a motocicleta por passageiro transportado.

- Na Europa o diesel é entendido como um combustível cada vez mais limpo e é largamente utilizado. As emissões gasosas dos veículos diesel serão drasticamente minimizadas com as novas tecnologias de motorização Proconve 7, equivalente ao Euro 5, que os ônibus vão usar a partir de 2012 – acrescenta.

O diesel ainda pode ser “ecologicamente potencializado” pela adição de diesel de cana que está sendo testado pela Fetranspor nos ônibus do Rio. Ele pode reduzir as emissões de gases de efeito estufa em mais de 90%, além de serem compensadas totalmente pelo crescimento da cana de açúcar.

As empresas de ônibus do estado do Rio de Janeiro têm o mais amplo programa de acompanhamento de emissões realizado no Brasil, com aprovação de 96% da frota no Selo Verde, do Instituto Estadual do Ambiente (Inea).

Nenhum comentário:

Postar um comentário