terça-feira, 10 de abril de 2018

Acari

Viação Acari S.A.
Desde 1962

Resumo Histórico

Empresa formada em 1962, atendendo às determinações do Governo do Estado da Guanabara, que obrigava os proprietários de lotações individuais a se organizarem em empresas.

A sociedade foi fundada através de Assembleia Geral Constituinte realizada no dia 25  de março de 1962, com frota inicial de 20 lotações, cadastrados na linha Meyer - Acari.

O capital social da empresa, de 20 milhões de cruzeiros, correspondia ao valor da frota de 20 lotações usados,  cada um avaliado em 1 milhão de cruzeiros, dos seguintes proprietários individuais: 

Waldir Vicente dos Santos
Joaquim Vieira Gomes da Silva
José Edgar Rocha
Jayme Gomes Sobral
Fernando José de Oliveira
Manuel Cunha Ribeiro
Belarmino da Silva Pavôa
Manoel Pereira da Fonseca
Walter Miranda
Henrique Silva Dias
Mário Cunha
Vanir Pereira da Silva
Antonio Laurentino Vieira
Joaquim da Costa
Benedito Ribeiro da Silva
Manoel José da Silva
José da Cunha Martins
José Luiz dos Santos Carvalho
Mário Lopes dos Santos
Mário Carlos Pires Gomes

Proprietários dos seguintes veículos:

Mercedes Benz, placa 49 683
motor nº 312 915 8942 51

Magirus Deutz, placa 50 070
motor nº 1966 072 124

Mercedes Benz, placa 56 063
motor nº 312 915 08072 51

Mercedes Benz, placa 53 037
motor nº 312 915 0204 19

Chevrolet, placa 58 054
motor nº 03 812 33 F54N

Mercedes Benz, placa 46 114
motor nº 312 915 MBB 750 1031

Mercedes Benz, placa 40 331
motor nº 312 915 8054 51

Mercedes Benz, placa 40 637
motor nº 312 915 5039 5153

Mercedes Benz, placa 47 798
motor nº 312 910 034 64

Mercedes Benz, placa 55 605
motor nº OM 312 915 4979 50

Mercedes Benz, placa 42 182
motor nº 312 915 MBB 522 814

Mercedes Benz, placa 59 999
motor nº 312 915 4530 51

Mercedes Benz, placa 43 013
motor nº 312 915 7112 51

Mercedes Benz, placa 57 166
motor nº 312 915 09247 52

Mercedes Benz, placa 40 487
motor nº 312 915 5275 51

Mercedes Benz, placa 40 838
motor nº 312 915 0206 195 

Mercedes Benz, placa 57 452
motor nº 312 915 MBB 750 2056

Mercedes Benz
motor nº 312 915 5327 51

Mercedes Benz, placa 59 844
motor nº 312 915 07 804

Mercedes Benz 
motor nº OM 312 915 0207 418


Em 1964, sua linha de lotações Meyer - Pavuna recebe a numeração 688. Em setembro de 1964 a Comissão Estadual de Contrôle dos Serviços Concedidos, ex departamento de Concessões, autoriza a Empresa a substituir seus lotações por ônibus. 


Receitas de Passageiros (Cr$)

1962 -   17.539.730,00
1966 - 323.570.320,00


Em 1967, visando atender a determinação do Governo do Estado da Guanabara, que exigia das empresas frota mínima de 60 carros registrados, a Viação Acari incorpora a Viação Estrela do Oriente Ltda,  com os 25 carros da Linha 299 (Castelo-Acari). No ano seguinte incorpora a linha 254 (Praça XV-Quintino) da Viação Cabuçu, extinta por não atender a exigência de frota mínima de 60 carros.




Em 1969 sua garagem localizava-se na Avenida Automóvel Clube, 3439, no Colégio.


Microônibus Metropolitana com chassi Mecedes Benz do Brasil L-312 ano 1956 , ex Acari prefixo 7905 da linha 688 (Meyer-Pavuna), usado na linha distrital Ouro Prêto - Saramenha, em 1966. Foto Augusto Antonio Dos Santos / Ponto de Ônibus


Arte final Leonardo Aurich

No segundo semestre de 1969, a Viação Acari adquire da Viação Glória a concessão da Linha 455 (Meyer-Copacabana), junto com a respectiva frota de 38 ônibus.



Em 1971, a Viação Acari contava com 4 linhas e frota de 114 carros, sendo 24 carros na Linha 254 (Praça XV-Quintino), 25 carros na 299 (Castelo-Acari), 38 carros na 455 (Meyer-Copacabana) e 27 carros na 688 (Meyer-Pavuna). No mesmo ano foram adquiridos 30 novos ônibus construídos pela Fábrica de Carrocerias Metropolitana sobre chassi OF-1313, com capacidade para 42 passageiros sentados.


Anúncio de 1971, quando a empresa adquire novos modelos Metropolitana 


Ponto final da Linha 254  na Praça XV em outubro de 1972
AMPLIA

Em outubro de 1978, alegando insolvência financeira devido ao baixo valor da tarifa, a Viação Acari S.A anuncia o encerramento  de suas 10 linhas. A empresa, fundada em 1962, contava com uma das maiores frotas da cidade, com 190 ônibus, sendo 67 “frescões”, transportando cerca de 150 mil passageiros/dia. A empresa contava com duas garagens de 1.500 m² cada, operando 5 linhas especiais com ar-condicionado, Castelo-Madureira, Castelo Oswaldo Cruz, Castelo Vila Valqueire, Castelo Cascadura e Castelo-Campos dos Afonsos, e 5 linhas convencionais, 357 (Bento Ribeiro-Largo de São Francisco),  254 (Praça XV-Quintino), 299 (Castelo-Acari), 688 (Meyer-Pavuna), e 649 (Acari-Engenho Novo).

Em 1979, a empresa, com garagem na Estrada Velha da Pavuna, contava com 123 ônibus e 600 funcionários.


Prefixos da Frota

Lotação (1962-1964):  79 00
Ônibus (Desde 1962): 42 500


Sedes da Empresa: 

Rua Miguel Rangel, 493, Cascadura
Avenida Automóvel Clube, 34
Estrada Velha da Pavuna

REFERÊNCIAS:

“Viação Acari Sociedade Anônima. Ata da Assembleia Geral de Constituição Definitiva". Diário Oficial do Estado da Guanabara. 1962, maio 23. Parte I, página 12913.

"Viação Acari S.A. Relatório da Diretoria." Diário Oficial do Estado da Guanabara. 1963, abril, 24. Parte I, página 9631. 

“Lotações”. Correio da Manhã. 1964, setembro, 23. Primeiro Caderno, página 8.

"Viação Acari. Relatório da Diretoria". Jornal do Commercio. 1966, abril, 27. Primeiro Caderno, página 9.

"Viação Acari. Relatório da Diretoria. Assembleia Geral Extraordinária. Convocação". Jornal do Commercio. 1967, maio, 13. Página 13.

“Viação Acari, Ata da Assembleia Geral Extraordinária realizada em 21 de setembro de 1969”. Jornal do Commercio. 1969, dezembro, 13. Segundo Carderno, página 5.

"Trocadores da Viação Acari fazem greve e passageiros andam de ônibus sem pagar". Jornal do Brasil. 1969, julho, 5. Primeiro Caderno. Página 12.

“Força dos motoristas surpreende os patrões”. Jornal do Brasil. 1979, janeiro, 17. Primeiro Caderno, página 22.

"Pânico e morte nos ônibus”. Última Hora. 1984, julho, 16. Página 7.


Marcelo Almirante
Página lançada em 10 de abril de 2018






Nenhum comentário:

Postar um comentário