quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Terminal Deodoro (1992-2002)


Em junho de 1986  o prefeito Saturnino Braga recebe do escritório de Jaime Lerner os estudos de implantação e racionalização dos corredores de ônibus Centro – Deodoro (via avenida Brasil) e Madureira – Santa Cruz, prevendo a implantação de terminais de integração em Santa Cruz, Campo Grande (2), Bangu (2), Realengo, Deodoro e Madureira.

No dia 19 de agosto de 1986 , a Prefeitura encaminha ao BNDES pedido de financiamento no valor de Cz$ 230 milhões para construção de 10 terminais rodoviários urbanos no Município, sendo 4 na zona oeste – Santa Cruz, Bangu, Deodoro e Realengo, 5 na zona norte – Ramos, Meyer, Estácio, Portuguesa e Cocotá, e um em Jacarepaguá – Pau Ferro. Trata-se da primeira iniciativa da Prefeitura em concretizar a implantação de um Sistema Integrado de Transportes, por ônibus,  na cidade. O trecho entre o Centro da cidade e o terminal Deodoro, via Avenida Brasil,  seria operado com ônibus articulados.

No dia 28 de dezembro de 1992, é inaugurado o terminal de Deodoro, junto à estação de trem urbano de mesmo nome, visando a integração trem-ônibus e sistema de integração tronco-alimentador ônibus-ônibus, racionalizando o número de linhas de ônibus na avenida Brasil. Apesar da boa intenção, os sistemas tronco-alimentadores nunca foram implantados, sendo o  terminal desativado e demolido em 2002, para construção de um parque de recreação com  piscina pública.


Marcelo Almirante

Nenhum comentário:

Postar um comentário