sábado, 22 de julho de 2017

Prefeitura descarta pemanência de ônibus intermunicipais no Cafubá

22/07/2017 - O Globo

Linhas que operavam sem autorização voltarão para Charitas
   
POR RENAN ALMEIDA 

Linha de Charitas exibe letreiro indicando caminho pelo túnel Charitas-Cafubá - Ana Branco / Agência O Globo

Dias contados. Um dos quiosques da orla de Charitas, construídos em 1989, e que estão sob ameaça de serem removidos da orla Foto: Agência O Globo Quiosqueiros cobram apoio da prefeitura para permanecerem em Charitas 22/07/2017 4:00

NITERÓI - A baldeação voltará a ser a única saída para quem mora no Cafubá e vai de ônibus para o Rio. A prefeitura informa que retirará do bairro o ponto de estacionamento dos ônibus da Viação 1001 — transferidos em maio de Charitas para a Avenida Sete. As linhas estavam embarcando e desembarcando passageiros no bairro sem autorização.

A mudança imposta pela prefeitura alterou apenas o local de estacionamento dos ônibus, mas, como passou a ser obrigada a ir até o Cafubá para estacionar, a Autoviação 1001 solicitou ao Detro, ainda em maio, a extensão do itinerário das linhas para o bairro. O órgão levou o pedido para análise da prefeitura, mas não teve retorno.

Mesmo sem a autorização, os ônibus das linhas 750D (Charitas-Gávea), 760D (Charitas-Galeão) e 775D (Charitas-Gávea, via Lapa) passaram a embarcar e desembarcar passageiros livremente no bairro da Região Oceânica. Nas últimas semanas, os letreiros dos ônibus exibiam a legenda “Túnel Cafubá”.

A prefeitura afirma em nota que “não tem interesse em aumentar a quantidade de ônibus intermunicipais circulando na cidade, uma vez que está fazendo investimentos em pistas exclusivas para o sistema municipal.” Acrescentou que, por esse motivo, “não tem por que colocar linhas concorrentes no mesmo eixo.”

A posição da prefeitura desagradou a moradores da região. Na rua, a possível retirada dos ônibus do Cafubá é criticada por moradores. Carlos Marins, coordenador da Comissão de Moradores da Região Oceânica, diz que a permanência é fundamental.

— Se retirarem, vamos fazer uma manifestação aqui — diz Marins, que fez um abaixo-assinado em defesa do ponto final no bairro.

Larissa Leite mora perto da rótula do Cafubá e também defende os intermunicipais ali.

— Não tem nenhum ônibus para o Rio aqui. Quanto mais opções, melhor — afirmou.

A prefeitura informa que a definição da área de estacionamento dos ônibus intermunicipais ainda não foi concluída mas que, em breve, os ônibus da 1001 deixarão de parar no Cafubá e retornarão para Charitas. O Detro informa que encaminhará uma equipe de fiscalização para averiguar possíveis irregularidades.


Nenhum comentário:

Postar um comentário