segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Rio tem quatro linhas de ônibus extintas nesta segunda-feira

26/10/2015 - O Dia

Moradores lembraram que o 423 tinha intervalos muito longos e acabavam fazendo opção pelas linhas 433 e 434

GUSTAVO RIBEIRO

Rio - As alterações nas linhas de ônibus do Rio, entre as Zonas Norte e Sul, continuaram nesta segunda-feira. No Grajaú e Vila Isabel, passageiros enfrentaram as mudanças com relativa tranquilidade. As linhas 420 - de Vila Isabel para Botafogo, 421 - de Vila Isabel para Copacabana, 423 - do Grajaú para Botafogo (circular) e 425 - do Grajaú para Real Grandeza (Via Santa Barbara) foram extintas.

Nos pontos finais das linhas há avisos sobre a extinção das mesmas e indicações sobre as opções de mesmo percurso. "Raramente pegava o 423 porque o itinerário é praticamente o mesmo. A diferença agora é que só tem uma opção", disse André santana, de 35 anos.

Linhas 420, 421, 423 e 425 foram extintas
Foto: Bruno de Lima / Agência O Dia

Moradores lembraram que o 423 tinha intervalos muito longos e disseram que não vai fazer falta. As linhas 433 (Vila Isabel - Leblon, via Copacabana) e 434 (Grajaú - Leblon) acabavam sendo a opção mais escolhida pelos passageiros. 

Neste sábado, as linhas 123 (Jardim de Alah X Rodoviária); 132 (Leblon X Central); 177 (São Conrado X Candelária) foram extintas e substituídas pelas Troncal 3 (Central x Leblon) e Troncal 4 (São Conrado x Rodoviária). Deixou de circular neste domingo também a linha 127 (Rodoviária X Copacabana).

As linhas 456, 457, 483, 485 e 486 mudaram o ponto final para a Siqueira Campos, em Copacabana, neste domingo. Já a 503 (Alto Leblon) se limitará à Gávea e 509 (Horto) irá apenas até o Jardim de Alah.

Um comentário:

  1. Fizeram uma sacanagem ao encurtar estas linhas 456,457,483,485 e 486 Estas linhas são de mera importância pelo trabalhador(a)principalmente para quem mora na Zona Norte: Méier, Cachambi,Pilares, Bonsucesso, Ramos, Olaria e Penha e para os estudantes da UFRJ no Fundão será que este prefeito esta adotando a política da segregação social

    ResponderExcluir