quinta-feira, 5 de março de 2015

Terminais rodoviários de Nova Iguaçu e Nilópolis têm obras de modernização

04/03/2015 - Agência Brasil
 
A Secretaria Estadual de Transportes do Rio de Janeiro inicia amanhã (5) as obras para modernização dos terminais rodoviários de Nova Iguaçu e de Nilópolis, na Baixada Fluminense, região metropolitana do Rio. As obras fazem parte de uma parceria da secretaria com a Companhia de Desenvolvimento Rodoviário e de Terminais do Estado do Rio de Janeiro (Coderte), administradora dos terminais. As obras terão investimento total de R$ 36 milhões, financiados pelo Consórcio Rio Terminais de Passageiros (Rioterp).

Entre as mudanças previstas para os dois terminais estão intervenções de adaptação do espaço para atendimento de portadores de necessidades especiais, criação de novas cabines para despachantes, recuperação das baias para acostamento dos ônibus, além de praça de alimentação, comércio e dependências administrativas e de segurança. O prazo máximo para entrega das obras é de 18 meses.

Em Nilópolis, onde as obras foram iniciadas ontem (3), o investimento é de R$ 20 milhões, enquanto em Nova Iguaçu é de R$ 16 milhões. De acordo com o diretor presidente da Coderte, Ronaldo Francisco Monteiro, o valor investido nos terminais foi baseado no tamanho de cada um. "Por ser mais ampla do que o terminal de Nova Iguaçu, a unidade de Nilópolis tem orçamento maior e deverá demandar um pouco mais de tempo para a conclusão. Mas nossa expectativa é entregar as duas rodoviárias antes do prazo, caso não haja imprevistos" disse.

De acordo com a Coderte, nos dias úteis o fluxo dos dois terminais chega a aproximadamente 100 mil passageiros, e reúne uma frota de pouco mais de 600 ônibus, responsáveis por 42 linhas.

Ainda segundo a Coderte, os governos estadual e municipal aguardam consenso em relação à data de início da reconstrução do terminal rodoviário Coronel Américo Fontenelle, no centro do Rio, próximo à Central do Brasil. As obras deveriam ter sido iniciadas há dois anos, mas foram adiadas porque os técnicos aguardam definição do município sobre o traçado do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) e também a integração dos meios de transportes disponibilizados naquela região, que contará com ônibus convencionais, ônibus rápido (BRT), trem e metrô.

O prazo para a entrega das obras do terminal Américo Fontenelle é de 24 meses, mas pode ser encurtado para 18 meses nos cálculos da Coderte. O orçamento previsto é de R$ 60 milhões, também financiados pelo Consórcio Rioterp.

Nenhum comentário:

Postar um comentário