quinta-feira, 19 de março de 2015

Prefeitura do Rio vai reorganizar linhas e retirar 700 ônibus da zona sul

Projeto terá dois corredores principais e uma linha com foco no turismo

19/03/2015 - R7

Mapa mostra novo sistema de ônibus


créditos: Divulgação/SMTR
 
A Prefeitura do Rio anunciou que vai retirar 700 ônibus da zona sul no segundo semestre de 2015. Das 123 linhas que circulam na região, 78 serão eliminadas, com uma redução de 35% da frota. O órgão informou que 20 novas linhas serão criadas especialmente para o novo modelo. A zona sul também deve ganhar uma linha com viés turístico. Até junho, a secretaria deve finalizar o plano de racionalização da frota que atende a área. Segundo a Secretaria Municipal de Transportes (SMTR), o objetivo é gerar mais fluidez no trânsito e diminuir o tempo de viagem.
 
O secretário municipal de Transportes, Rafael Picciani, explicou que 70% das linhas serão aglutinadas.
 
"O desenho dessa rede segue uma lógica de ligação por corredores entre a zona sul e o centro. Teremos dois grandes corredores principais: Leblon, Ipanema, Copacabana e centro, via aterro do Flamengo. O outro é São Conrado, Gávea, Jardim Botânico, Botafogo e centro, via praia do Flamengo. Esses corredores principais vão concentrar a maioria das linhas. Ao todo, serão oito linhas troncais."
 
Para ligar os bairros da zona sul ao Maracanã e à rodoviária Novo Rio, serão criadas sete linhas integradoras que passarão pela Lagoa, pelo túnel Rebouças e também pelo Santa Bárbara.
 
Os bairros que não estarão nos corredores principais, como a Urca e o Cosme Velho, serão atendidos por uma linha circular. Outras áreas terão linhas alimentadoras, como o Horto, o Leme, o Vidigal e a Rocinha. Os ônibus que partem da Rocinha ou do Vidigal serão mantidos sem quaisquer alterações. Já as linhas que saem da Barra da Tijuca e que chegam ao centro serão encurtadas: farão apenas o trajeto até a zona sul.
 
Rafael Picciani declarou que, atualmente, existe um excesso de oferta de ônibus na zona sul, com linhas sobrepostas e ocupação média baixa, já que muitos ônibus circulam vazios em diversos horários. Ele afirmou que o sistema será mais fácil de ser compreendido, otimizando a qualidade do serviço oferecido aos passageiros.
 
Segundo a secretaria, não haverá mudanças no trânsito durante a implantação do novo sistema, que será feita de forma gradual entre os meses de julho e dezembro.  Para auxiliar os passageiros, está em estudo um sistema de informação em tempo real para serem adotados nos pontos e em aplicativos. Os ônibus que não possuem ar condicionado deverão sair de circulação.
 
De acordo com o órgão, o novo sistema deve ser totalmente implementado até a Olimpíada de 2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário