terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Pezão confirma que estuda implantar BRT no lugar da linha 3

24/02/2015 - A Tribuna - RJ

O governador Luiz Fernando Pezão vai consultar a população fluminense sobre a possibilidade de implantar o corredor BRT ligando Niterói, São Gonçalo e Itaboraí, no lugar da Linha 3 do Metrô, que ele prometeu fazer durante a campanha de reeleição, no ano passado. Ainda não definiu como será esta consulta, mas, o projeto do BRT está sendo considerado mais viável, por ser mais barata. O chefe do Executivo fluminense falou sobre o assunto ontem com jornalistas após reunião com a comissão de coordenação do Comitê Olímpico Internacional (COI), em que apresentou o balanço de obras de infraestrutura para os jogos Olímpicos de 2016.

"Vou colocar isso como opção. Caso a sociedade não queira, vamos esperar até termos dinheiro para fazer a Linha 3 do Metrô. Mas não é algo barato", afirmou.

De acordo com o governador, o motivo da mudança é a perda de R$ 2,4 bilhões em royalties do petróleo que o Estado do Rio terá este ano. "O momento econômico é muito ruim. Perdemos, com as atividades da Petrobras e os royalties, R$ 5 bilhões. Um BRT custa cinco vezes menos. Se serve para a Barra, por que não para São Gonçalo, Niterói e Itaboraí?", questionou Pezão, sem garantir que a implantação ocorrerá.

De acordo com o chefe do Executivo, a obra do BRT custa 20% da obra do metrô e ficaria pronta em pouco mais de um ano. De acordo com ele, o Estado tem uma dificuldade grande de arrecação e que por muitos anos foi dependente da Petrobras. Em 2013, ao lado do então governador Sérgio Cabral e de Pezão, a presidente Dilma Rousseff anunciara, durante evento em São Gonçalo, a liberação de R$ 2,57 bilhões para a obra. Em 15 de janeiro, o governador declarara que queria obter R$ 1,5 bilhão da iniciativas privada para colocar a sua parte no financiamento da construção da Linha 3. A outra parte viria do governo federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário