sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Novos ônibus com ar condicionado começam a circular no Rio

G1 - 16/01/2015

Ao todo, mais 83 coletivos refrigerados estarão nas ruas até o fim de janeiro.
Dez da linha 111 (Rodoviária - Jardim de Alah) já entraram em circulação.

Do G1 Rio


Novos ônibus refrigerados começam a circular no Rio (Foto: Marcelo Elizardo/ G1)
Novos ônibus refrigerados começam a circular no Rio (Foto: Marcelo Elizardo/ G1)


O Rio terá até o fim de janeiro pelo menos 83 novos ônibus com ar condicionado circulando na cidade, conforme divulgou a RioÔnibus nesta sexta-feira (16). A prefeitura recebeu os primeiros coletivos, após decreto no dia 6 deste mês que determina a incorporação de novos 2.233 unidades com refrigeração à frota do Rio. A cidade ainda poderá receber outra leva de ônibus antes de fevereiro.

Os novos veículos atendem a seis linhas que circulam no Rio: 111 (Rodiviária – Jardim de Alah), 178 (Rodoviária – São Conrado), 463 (Copacabana – São Cristóvão) e 181 (Rodoviária – São Conrado), do consórcio Intersul; e 821 (Campo Grande – Corcundinha, via Estrada das Capoeiras) e 822 (Campo Grande – Corcundinha, via Vila Nova), do consórcio Santa Cruz.

Ônibus entram em circulação até o fim de janeiro (Foto: Divulgação/ RioÔnibus)
Ônibus entram em circulação até o fim de janeiro (Foto: Divulgação/ RioÔnibus)

Dos novos ônibus, apenas as 10 unidades da linha 111 (Rodoviária – Jardim de Alah) já começaram a circular. Os outros 43 ônibus da Intersul, que vão atender as outras três linhas citadas, estão em processo de regularização.

Os 30 coletivos do consórcio Santa Cruz começam a circular já nesta sábado (17). Serão 15 micro-ônibus na linha 821 e 15 na 822.

De acordo com a RioÔnibus, o Rio poderá receber ainda em janeiro outra leva de coletivos equipados com ar condicionado, além dos 83 já divulgados. Caso a determinação de colocar mais 2.233 coletivos refrigerados em circulação nas ruas seja cumprida, a cidade chegaria a 3.993 unidades climatizadas - quase 50% de toda a frota da cidade, de pouco mais de 8 mil ônibus.

O decreto para aumentar o número de coletivos refrigerados no Rio foi publicado logo após o aumento no valor das passagens, de R$ 3 para R$ 3,40, considerado abusivo pelo Ministério Público. O contrato de concessão da prefeitura prevê o cálculo do reajuste com base na inflação e nos custos das empresas de ônibus. Desta maneira, o preço da passagem deveria ter subido para R$ 3,20.

Em entrevista ao Bom Dia Rio, no dia do decreto, o secretário municipal de transportes, Rafael Picciani, afirmou que o reajuste R$ 0,20 acima do previsto serve para acelerar o processo de refrigeração dos ônibus. Segundo ele, o objetivo é que 100% da frota seja climatizada até o fim de 2016.

"Não há uma necessidade em 2016 de dobrar o número de ônibus com ar condicionado. Nós esperamos diminuir o número da frota já com o sistema de BRTs com sua implantação total em funcionamento", explicou.

O secretário disse ainda que a implatação de BRTs vai gerar um custo para a população. Mas que a tarifa poderá até ser reduzida em 2016, dependendo do custo de instalação.

"Eu não acredito nisso (em novo aumento). A revisão tarifária de 2016 pode, inclusive, reduzir o preço da tarifa. Se a comprovação dos itens que compõem essa tarifa estiverem equilibradas com esse custo de implantação", disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário