quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Estado do Rio pode ter dez novos corredores expressos de transporte

04/12/2014 - O Globo

Segundo Fetranspor, novos BRTs vão beneficiar cinco milhões de pessoas e deverão custar R$ 2,75 bilhões

BRUNO AMORIM

RIO - O presidente da Fetranspor, Lélis Marcos Teixeira, apresentou nesta quinta-feira um projeto de construção de dez corredores expressos para integrar as cidades próximas da capital. Nos moldes dos BRTs já inaugurados no Rio, os novos corredores beneficiarão mais de cinco milhões de pessoas, ao custo de R$ 2,75 bilhões. O projeto foi apresentado durante a entrega do prêmio Mobilidade Urbana, no Sofitel, em Copacabana.

- Muitos nos cobram a qualidade dos ônibus, mas um transporte de qualidade não se faz sem infraestrutura. Inauguramos dois BRTs, que até o fim do ano vão transportar 500 mil passageiros por dia com qualidade, ar-condicionado e suspensão a ar - disse o presidente da Fetranspor.

De acordo com o projeto, os novos corredores serão na Baixada, onde serão implantados os corredores Via Dutra, Via Light, Washington Luis e Transbaixada; no Leste Fluminense, onde serão criados os corredores Niterói/ Alcântara, RJ 104, RJ 106 e BR 101; além dos corredores Ponte Rio-Niterói e Arco Metropolitano.

Lélis destacou a importância da integração entre diferentes modais de transporte e voltou a afirmar que o primeiro trecho do BRT Transbrasil, entre o Fundão e a Candelária, no Centro, ficará pronto até as Olimpíadas. O Terminal Américo Fontenelle, na Central, deverá ser refeito para receber os ônibus do corredor.

Ele entretanto evitou falar em aumento de tarifas, alegando não ter ainda valores e nem data específica, mas disse que o contrato de concessão estipula que o aumento seja aplicado em janeiro, e que será feito de forma transparente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário