sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Obras do BRT Transbrasil vão começar nos próximos dias

07/11/2014 - Extra - RJ

O secretário municipal de Transportes, Alexandre Sansão, disse, na quinta-feira, que as obras do corredor do BRT Transbrasil, ligando Deodoro ao Centro do Rio pela Avenida Brasil, devem ser iniciadas nos próximos dias, assim que forem concluídos os estudos da Secretaria de Obras e da CET-Rio para minimizar os impactos no trânsito. Sansão, que participou da abertura da 8ª Conferência Internacional de Ônibus, no Riocentro, reconheceu que a prefeitura enfrentará mais dificuldades na construção deste corredor expressos do que nos demais.

Secretário acredita que obras da Transbrasil vão causar impacto ainda maior do que os outros corredores BRT Secretário acredita que obras da Transbrasil vão causar impacto ainda maior do que os outros corredores BRT Foto: Fabiano Rocha / EXTRA

— É uma obra que exige bastante planejamento. Não vamos intervir em qualquer lugar. Vamos intervir na principal via estrutural do Rio de Janeiro. É para melhorar a qualidade da mobilidade, mas vai ser um período de obras difícil. Vai impactar a vida das pessoas. Por isso, estamos fazendo um planejamento detalhado: para minimizar esse impacto e para que a obra transcorra o mais rápido possível — afirmou.

Os impactos, segundo o secretário, virão na forma de interdição de faixas de rolamentos e do remanejamento de trajeto de automóveis e linhas de ônibus, que ainda estão sendo definidos pela CET-Rio A ideia, explica Sansão, é apontar aos motoristas alternativas além da Avenida Brasil, que estará com sua capacidade comprometida durante a execução das obras.

De acordo com o projeto, parte do canal do mangue será coberto, se transformando em pista da Transbrasil De acordo com o projeto, parte do canal do mangue será coberto, se transformando em pista da Transbrasil Foto: Domingos Peixoto / Extra

A Secretaria municipal de Obras informou que o cronograma ainda está sendo alinhado com a CET-Rio. Ainda segundo o órgão, as obras começarão pelo trecho entre Deodoro e Caju. Já o trecho de chegada no Centro, de acordo com a secretaria, está sendo definido pela Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto (Cdurp).

A construção do primeiro trecho de obras ficará a cargo do Consórcio Transbrasil, constituído pelas empresas Odebrecht, OAS e Queiróz Galvão, vencedora da licitação feita pela prefeitura. O investimento será de R$ 1,4 bilhão, sendo parte dos recursos financiados pelo governo federal, por meio do PAC da Mobilidade Urbana. O corredor terá cerca de 30 quilômetros de extensão, com quatro terminais (Deodoro, Margarida, Missões e Centro), 28 estacões e cinco passarelas. A expectativa é de transportar 820 mil passageiros por dia. O sistema terá conexão com o Transcarioca, que liga a Barra ao Aeroporto do Galeão, e a Transolímpica, ainda em construção, que ligará Recreio a Deodoro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário