sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Em Niterói, aplicativo mostrará rota de ônibus em tempo real

21/11/2014 - O Globo

Começa a funcionar em Niterói no mês que vem o aplicativo Vá de Ônibus, que permitirá aos passageiros das linhas municipais e intermunicipais monitorar pelo smartphone, em tempo real, o itinerário dos coletivos. O sistema, já em uso no Rio, não calcula o tempo de deslocamento dos veículos, porém lista os pontos mais próximos de onde o usuário está. O professor de Engenharia da UFF Walber Paschoal acredita que o app será um aliado do cidadão e que deve forçar uma melhora na prestação do serviço. Uma das bandalhas fáceis de serem identificadas são os desvios de rota, queixa comum dos passageiros que, segundo motoristas, em alguns casos, são orientados pelos próprios despachantes para cumprimento de horário. Um aplicativo gratuito permitirá ao passageiro localizar em tempo real, via GPS, os ônibus que fazem as 55 linhas municipais, além das intermunicipais, que circulam em Niterói. Batizado de Vá de Ônibus, o sistema, já utilizado no Rio, poderá ser baixado pelo usuários da cidade a partir do mês que vem.

Segundo Guilherme Wilson, gerente de planejamento e controle da Federação de Transportes do Rio de Janeiro (Fetranspor), os passageiros poderão visualizar em que endereço estão os 700 coletivos em qualquer região do município.

— O sistema vai identificar onde o ônibus está e listar os ponto mais próximos a partir do local em que se encontra o passageiro. O aplicativo também vai indicar as opções de linhas dos bairros para onde o passageiro deseja ir, o entorno e o itinerário dos ônibus — diz o gerente da Fetranspor.

FALTA O TEMPO DE CHEGADA

Wilson esclarece ainda que será possível fazer consultas ao aplicativo informando a origem e o destino do passageiro, o nome e o número da linha ou, até mesmo, fornecendo o nome de um prédio ou ponto turístico, como o MAC. O aplicativo, no entanto, não permitirá ao passageiro calcular o tempo exato que o ônibus levará até chegar ao ponto.

O app estará disponível gratuitamente para smartphones com sistemas Android e iOS. O software está sendo desenvolvido desde 2006 e já demandou investimentos de R$ 2 milhões.

Para o professor do curso de engenharia civil da UFF Walber Paschoal, o aplicativo deve amenizar problemas comuns na prestação do serviço como a demora e a falta de regularidade das linhas:

— Infelizmente não se pode informar o tempo que os ônibus vão levar até o ponto por conta dos engarrafamentos. De qualquer forma, o app deve melhorar a mobilidade, sobretudo porque oferece ao passageiro a possibilidade de escolha pela linha mais rápida. Seria importante aprimorar a ideia e informar as condições de tráfego da via.

O desvio de itinerário, às vezes orientados pelos próprios despachantes para cumprimento de horário, é um motivo frequente de queixa dos usuários. Morador da Região Oceânica, o publicitário Fábio Marins, de 33, reclama do serviço:

— Pego ônibus em Itaipu e de vez em quando faço baldeação em Charitas. Já vi muitos motoristas de uma linha intermunicipal que vai para o Rio desviarem a rota quando estão atrasados. Espero que com esse aplicativo os motoristas pensem duas vezes antes de descumprirem o itinerário.

Para o engenheiro Gilberto Gomes Gonçalves, professor da Uerj e UFF, o aplicativo será uma facilidade para o usuário de ônibus, mas ele chama atenção para o problema macro, da falta de mobilidade urbana em Niterói. Segundo ele, são necessários outros investimentos para atacá-lo:

— É algo que sem dúvida ajuda (o usuário) a controlar o serviço. É um início, mas nós precisamos é de transporte público de qualidade. Isso (o aplicativo) é uma perfumaria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário