sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Com BRT, alunos da UFRJ esperam reduzir tempo de viagem entre a casa e o campus do Fundão

No sábado, Transcarioca passa a ter operação completa. Serão abertas seis estações do corredor, entre elas, a da Ilha do Fundão

POR BRUNO AMORIM

03/10/2014 - O Globo


Ônibus do BRT Transcarioca no Terminal Alvorada, na Barra: a partir de sábado, trajeto por 27 bairros - Marcos Tristão / Agência O Globo
PUBLICIDADE


RIO — A inauguração do Terminal Aroldo Melodia, do BRT Transcarioca, na Ilha do Fundão, marcada para sábado, é aguardada ansiosamente por alunos da UFRJ, cujo campus fica na região. Com o serviço, eles esperam reduzir o tempo gasto em seus deslocamentos. Além da estação no Fundão, serão abertas outras cinco — Ibiapina, Olaria (Cacique de Ramos), Cardoso de Moraes (Viúva Garcia), Santa Luzia e Maré —, permitindo a operação completa do corredor expresso de ônibus.

Nesta sexta-feira, operários davam os últimos retoques no terminal do Fundão. Os colegas de faculdade Luiz Felipe Correa e Vitor Cavalcanti não veem a hora de a estação ser inaugurada.

— Costumo voltar para casa às 16h e já está tudo engarrafado — disse Vitor. — Na semana que vem, vou poder ir de BRT até Vicente de Carvalho e seguir de metrô até Irajá.

Para Luiz Felipe, com o Transcarioca o trajeto de casa até a UFRJ também será feito em menos tempo que o gasto atualmente:

— No caminho para a faculdade, há muitos pontos, e os ônibus já passam cheios. Com o BRT, vou cortar paradas.

Segundo a estudante Fernanda Gonçalves, moradora da Baixada Fluminense, por causa da inauguração do terminal na Ilha do Fundão, muitos colegas dela estão pensando em se mudar.
 
— Eles querem ir para casas ou repúblicas em bairros por onde o Transcarioca passa — contou.

SEIS MILHÕES DE PASSAGEIROS

Em quatro meses de operação, o BRT Transcarioca — que liga o Terminal Alvorada, na Barra da Tijuca, ao Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador — já transportou mais de 6,3 milhões de pessoas. Atualmente, cerca de 182 mil passageiros usam os ônibus do corredor diariamente. O número é superior ao movimento diário das barcas (cem mil), mas ainda é menor que o da SuperVia (620 mil) e o do metrô (800 mil). A expectativa é que, após todas as estações serem inauguradas, o Transcarioca receba 320 mil usuários por dia.

A frota do sistema tem 157 veículos. Em sua maioria, circulam no corredor ônibus com chassis de 21 metros de comprimento, capazes de transportar cerca de 180 passageiros.

O consórcio BRT informou que 227 ônibus convencionais já foram retirados de circulação por atuarem na área do corredor Transcarioca. Esse número deverá subir quando todas as linhas alimentadoras do BRT entrarem em circulação.

NOVO SERVIÇO PARADOR

O auxiliar de escritório Gláucio Sobral costuma ir de BRT do Terminal Alvorada até Madureira, onde faz uma conexão com os trens da SuperVia para chegar ao trabalho, em Bangu. Antes da inauguração do sistema, Gláucio perdia até quatro horas no percurso; atualmente, gasta uma hora e meia.

PUBLICIDADE
 

— O BRT melhorou bastante a minha vida. Ganhei cerca de quatro horas por dia, que uso para resolver problemas e ficar mais tempo com minha família — disse.

O corredor tem 39 quilômetros de extensão e passa por 27 bairros. No Fundão, o terminal será ampliado para integração com o futuro BRT Transbrasil. No sábado, entra em funcionamento o novo serviço parador que vai operar a intervalos de dez minutos entre as estações Penha (I e II) e Galeão (Tom Jobim 1 e Tom Jobim 2). Com a inauguração das novas estações, o serviço expresso, que vinha fazendo o trajeto até a Penha, passa a ser Alvorada-Fundão, com funcionamento das 5h às 23h e saídas a cada sete minutos. Nesta primeira etapa, segundo a Secretaria municipal de Transportes, não haverá mudanças ou cortes em linhas de ônibus convencionais.

LISTA: Cinco curiosidades sobre o BRT Transcarioca

Read more: http://oglobo.globo.com/rio/com-brt-alunos-da-ufrj-esperam-reduzir-tempo-de-viagem-entre-casa-o-campus-do-fundao-14122397#ixzz3F5EulAXN

Nenhum comentário:

Postar um comentário