segunda-feira, 2 de junho de 2014

Secretário de Transportes: primeiro dia de funcionamento do BRT Transcarioca é um sucesso

Corredor exclusivo para ônibus funciona experimentalmente; ainda não há data para que todo o sistema entre em operação

POR LUIZ ERNESTO MAGALHÃES

02/06/2014 - O Globo

O veículo articulado que fez a primeira viagem do BRT Transcarioca Foto: Bruno Gonzalez   / Agência O Globo
O veículo articulado que fez a primeira viagem do BRT Transcarioca - Bruno Gonzalez / Agência O Globo

RIO - O secretário municipal de Transportes, Alexandre Sansão, avaliou como um sucesso o primeiro dia de operação e disse que o BRT está andando muito mais rápido do que o trânsito. Ele também informou que ainda não há data para que todo sistema entre em operação. Os ônibus do BRT Transcarioca começaram a circular na manhã desta segunda-feira. Nesta fase, os veículos articulados vão circular, experimentalmente, da Barra da Tijuca ao Tanque, até as 15h. O primeiro coletivo a transportar passageiros do BRT, que partiu do Terminal Alvorada às 10h, saiu com todos 60 assentos ocupados e alguns passageiros em pé. O veículo levou 50 minutos para chegar até ao Largo do Tanque, tendo parado em todas as estações do caminho. Ao longo do percurso, foi possível observar que muitos pedestres ainda ignoram a canaleta exclusiva. Havia pessoas batendo bola e até andando de skate. Sobre isso, Sansão afirmou que as pessoas vão se habituar às mudanças. Por volta das 11h, o prefeito Eduardo Paes apareceu de surpresa no Terminal Alvorada. Ele embarcou em um dos ônibus do BRT Transcarioca e foi até o Riocentro, onde iria inaugurar o Centro de Imprensa da Copa do Mundo.

Pouco antes da inauguração, às 9h30m, havia problemas na passarela de pedestres construída em frente ao Shopping Via Parque. O sistema de drenagem não funcionou, e os garis retiravam a água. No primeiro dia de operação, outros problemas apareceram: o sistema de comunicação sonoro das estações ainda não está funcionando nos ônibus. A gravação, com a voz da locutora Iris Lettieri, só deve começar a funcionar entre o fim da tarde e o início da manhã de terça-feira. Também falta concluir a identificação de algumas estações. E, ao contrário do que o Rio Ônibus (sindicato das empresas) informou, os PMs dos Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis) não estão trabalhando uniformizados e armados apenas nas estações BRT e no Centro de Operações do Terminal Alvorada. Eles também estão viajando nos ônibus. Dois deles saíram do Largo do Tanque e iriam até a Barra no fim desta manhã. Inicialmente, o Rio Ônibus informara que eles só iriam entrar nos coletivos em situações excepcionais.

Entre os usuários, já há quem comece a alterar seus hábitos. Moradora do Campinho, a supervisora de vendas Márcia Regina Silva costuma pegar um ônibus convencional direto para ir trabalhar no Barra Shopping. Sem trânsito, ela leva em média 1h15m por dia. Nesta segunda-feira, ela decidiu usar o Bilhete Único e fazer a baldeação no Tanque.

— Acabei levando o mesmo tempo porque, por enquanto, apenas o serviço parador está funcionando. Mas vou passar a fazer a viagem dessa forma todo dia. Os ônibus do BRT são mais confortáveis, e não há risco de ficarmos presos em engarrafamentos — disse Márcia.

O primeiro passageiro do BRT Transcarioca chegou ao Terminal Alvorada às 9h45m. Era o estudante e cobrador de van Mauro Leal Borges, de 24 anos, que trabalha na linha Del Castilho/Campo Grande. Ele aproveitou para conhecer o corredor no seu dia de folga.

— Meu patrão participou da licitação para operar as vans em parceria com os ônibus. Não vai ter concorrência, vamos ser parceiros. Não esperava ser o número um — contou.

Os operadores de trânsito contratados pelo Consórcio Operacional BRT estão tendo muito trabalho. O motociclista Tiago Soares, que faz o percurso de moto entre as estações Alvorada e Tanque, conta que já retirou mais de 100 pessoas entre ciclistas, pedestres e skatistas que trafegavam pela canaleta e tentavam atravessar em locais não autorizados. A CET-Rio, por sua vez, colocou em pontos estratégicos agentes com mensagens em cartazes: "Atravesse na faixa" e o "Trânsito para, o BRT não".

Segundo a assessoria do BRT, são 16 ônibus paradores operando nessa primeira etapa, passando pelas avenidas Ayrton Senna, Abelardo Bueno, Estrada Coronel Pedro Correa, Estrada dos Bandeirantes e Avenida Nelson Cardoso. Seis motociclistas que trafegavam na faixa exclusiva do BRT Transcarioca foram detidos por agentes da Secretaria municipal da Ordem Pública (Seop) e da Guarda Municipal. Dos seis levados para a 28ª DP (Campinho), um não tinha habilitação e cinco estavam com as placas das motos adulteradas. Um dos motociclistas ainda transportava uma criança na garupa sem equipamento de segurança. Dois automóveis, um deles táxi, foram multados também por usarem as faixas exclusivas do BRT.

Desde as primeiras horas da manhã desta segunda, durante operação de fiscalização e orientação a motociclistas, motoristas e pedestres sobre os riscos de não respeitar as áreas de circulação exclusiva do BRT Transcarioca, as equipes flagraram graves infrações na Rua Cândido Benício, no trecho que compreende as estações Tanque e Praça Seca, em Jacarepaguá.

O trabalho da fiscalização com orientação a condutores de veículos e pedestres em 190 pontos do BRT Transcarioca começou no dia 24 de maio. A Guarda Municipal atuou de forma lúdica com bonecos e folhetos informativos para mobilizar a população sobre a importância de se respeitar as regras de trânsito na região. Até agora foram rebocados 226 veículos e 430 foram multados nos 39 quilômetros do percurso do BRT Transcarioca. A maioria por estacionamento irregular.

— A fiscalização permanecerá orientando e punindo, se necessário, aqueles que insistirem em desrespeitar as faixas exclusivas do BRT. É preciso a consciência de todos com relação à sinalização e às regras de trânsito na região para evitarmos acidentes. O poder público está fazendo a sua parte que é conscientizar e fiscalizar. É preciso que a população faça a sua, respeitando as regras e a sinalização. O BRT é um novo modal que tem como principal objetivo beneficiar as pessoas, reduzindo substancialmente o tempo do trajeto da Barra ao Galeão — avaliou o secretário da Ordem Pública, Leandro Matieli.


Mais cedo, faltando pouco tempo para o início das operações no novo corredor viário, dezenas de pessoas ignoravam as faixas de advertência e caminhavam pela pista ou atravessam em locais proibidos. Por volta das 7h, cerca de 30 pessoas tentavam atravessar a Avenida Ayrton Senna, em frente ao Casa Shopping, ignorando uma passarela existente a pouco mais de 200 metros do local. A cena se repetia também na Avenida Embaixador Abelardo Bueno e na Rua Senador Pedro Correia. Os amigos Fábio Silva e Rafael Machado, que trabalham numa obra próxima ao local, caminharam mais de um quilômetro na pista da Pedro Correia e disseram que não sabiam que o BRT seria aberto nesta segunda-feira.

Neste domingo, sob forte esquema de segurança, a presidente Dilma Rousseff fez a viagem inaugural do BRT Transcarioca. Ela seguiu do Aeroporto Antônio Carlos Jobim para a ponte estaiada a bordo do veículo articulado. No local, a bateria da escola de samba União da Ilha do Governador recebeu a presidente ao lado de outros componentes da agremiação. Ao lado do ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil, Moreira Franco, ela inaugurou uma placa comemorativa da expansão do terminal 2, apesar de o espaço ter sido aberto aos usuários em janeiro. A presidente caminhou rapidamente pelas novas instalações e seguiu para a estação de embarque do corredor de ônibus BRT Transcarioca para seguir viagem.

A área visitada por Dilma no aeroporto, o setor de desembarque internacional do terminal 2, ainda tem tapumes. É apenas uma parte da reforma de R$ 355 milhões do terminal, iniciada em 2008. Além dessa área, apenas a obra de recuperação das pistas ficou pronta a tempo para a Copa. Os tapumes, decorados com fotos do Rio, esconderam as escadas rolantes paradas que dão acesso ao piso inferior, o do desembarque, ainda inacabado. Também não foram concluídas as obras do terminal 1, entregues apenas no setor A, por causa de uma sucessões de atrasos.

O BRT Transcarioca, com viagem inaugural feita por Dilma, tampouco foi finalizado como a prefeitura esperava. Apesar da promessa de que todas as obras estariam prontas na manhã deste domingo, o terminal da Ilha do Fundão ainda não contava com os vidros instalados. Já no Complexo da Maré e na Avenida dos Campeões, em Olaria, era possível ver restos de entulho.

Na sexta-feira, a Secretaria de Obras havia anunciado um aviso de licitação para a construção de uma passarela de pedestres que atenderá a duas estações em Jacarepaguá: Santa Efigênia e Merck. A concorrência está marcada para daqui a 30 dias, e a obras deverão levar pelo menos seis meses. A estação não estava prevista no projeto original. A iniciativa de executar a obra partiu do subprefeito da Barra, Alex Costa, a partir de uma reunião feita há duas semanas com moradores da região.

Read more: http://oglobo.globo.com/rio/secretario-de-transportes-primeiro-dia-de-funcionamento-do-brt-transcarioca-um-sucesso-12687320#ixzz33Vhcpz1o

Nenhum comentário:

Postar um comentário