segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Novas linhas no Transoeste

07/10/2013 - O Dia - RJ

Rio - Começam a funcionar nesta segunda-feira seis novas linhas do BRT Transoeste. Elas vêm combater uma das maiores reclamações dos passageiros: a lotação no embarque em horários de pico. Os ônibus, que vão fazer o percurso chamado Direto, terão dois intervalos de horários de funcionamento.

A ideia é torná-los ainda mais rápidos que os expressos, que fazem algumas paradas. Das 5h às 7h, eles vão sair das estações Pingo D'Água, Magarça e Mato Alto e só param no Terminal Alvorada, na Barra da Tijuca. Entre as 16h e 20h, os coletivos partem do Alvorada com destino direto a Mato Alto, Pingo D'Água (via Magarça) e Santa Cruz.

Neste domingo, o prefeito Eduardo Paes aproveitou o dia para visitar as obras de um outro BRT: o Transcarioca, que deve começar a funcionar no primeiro trimestre de 2014. A ponte estaiada terá quatro pistas — duas para articulados — e será concluída este mês. Mas ainda não há definição de quando as pistas serão abertas para o tráfego de carros.

Enquanto isso, para o Transoeste, a expectativa do Consórcio BRT é de que os novos serviços representem uma redução de, em média, 16% no tempo de viagem em comparação ao serviço expresso — que para em apenas algumas estações. Um exemplo do que pode ocorrer é a linha direta Alvorada-Santa Cruz, que já é oferecida à população na parte da tarde e faz o percurso em 43 minutos. Se o trajeto for feito num ônibus parador, esse tempo é de 1h10 minutos. Caso o passageiro resolva ir no expresso, o deslocamento demora uma hora.

 "O BRT não é um serviço de ônibus comum. Possui um nível de serviço elevado, com muito mais qualidade, rapidez e conforto. Outra característica do sistema é a flexibilidade. A decisão de criar esses novos serviços é resultado do monitoramento constante da operação, visando melhorar os níveis de atendimento dos passageiros dessas estações que estão entre as mais acessadas no BRT", explicou Alexandre Castro, gerente geral do Consórcio BRT.

Os intervalos das novas linhas serão de 12 minutos. O cálculo foi feito em cima da demanda de público nas estações e considerando sugestões e reclamações que chegavam até o consórcio através da página na internet e pelo telefone.

Uma ponte sem pilares

A ponte estaiada, por onde vai passar o Transcarioca, tem 213 metros de comprimento, 45 metros de altura — o que equivale a um prédio de 15 andares — e vai ligar a Barra ao Aeroporto Internacional do Galeão. A estrutura poderá ser usada por motoristas que se deslocam para a Barra ou para o Recreio dos Bandeirantes, a partir de Jacarepaguá ou da Linha Amarela.

Sua construção é ecologicamente correta. Não há pilares sobre as águas, o que preserva o meio ambiente e não atrapalha a navegação local.

Nenhum comentário:

Postar um comentário