terça-feira, 14 de maio de 2013

BRT do Rio: Obras para o sistema de ônibus vão custar R$ 1,5 bilhão e durar 30 meses


14/05/2013 -Agência Brasil / DCI

Leia: Rio realiza licitação do BRT Transbrasil

O quarto sistema de ônibus articulados (BRT) do Rio começa a ser construído ainda este ano na principal avenida da cidade, a Avenida Brasil, e vai custar R$ 1,5 bilhão, sendo R$ 1,097 bilhão do governo federal, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Mobilidade Urbana, e o restante da prefeitura.

A Transbrasil terá 28 estações, quatro terminais e 16 passarelas e deve transportar 900 mil pessoas por dia. A extensão do BRT será de 32 quilômetros, começando na estação de trem Deodoro e seguindo pela Avenida Brasil até o centro da cidade, onde percorrerá as avenidas Francisco Bicalho e Presidente Vargas, até o Terminal da Candelária. Do último terminal, ele parte para o Aeroporto Santos Dumont por um mergulhão que começa na Avenida Presidente Antonio Carlos e passa sob o Aterro do Flamengo.

Os quatro terminais serão Deodoro, Trevo das Margaridas, Trevo das Missões e Candelária. Na parte de maior movimentação, entre o Trevo das Margaridas e a Candelária, o BRT vai ocupar duas faixas das avenidas por onde passará.

Para atender a demanda, o trecho será percorrido por 881 ônibus articulados (com duas partes) e biarticulados (com três partes). Ao todo, segundo a prefeitura, 30 mil metros quadrados de viadutos e pontes precisarão ser construídos, incluindo o alargamento das pistas laterais da Avenida Brasil, entre Irajá e Guadalupe, na zona norte.

A licitação será dividida em dois trechos. O primeiro vai do Aeroporto Santos Dumont à ligação com o BRT Transcarioca (Galeão-Barra da Tijuca) e vai custar R$ 785,5 milhões. O segundo trecho está orçado em R$ 685,6 milhões e vai completar o percurso até Deodoro.

A prefeitura estima que o BRT Transbrasil será o maior serviço de ônibus articulado do mundo em número de passageiros e classifica o projeto como fundamental para a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016. O prazo de 30 meses, no entanto, estende a obra até depois da primeira competição.

A Avenida Brasil é a principal ligação entre partes das zonas oeste e norte com o centro da cidade e possui conexões com as rodovias Rio-Santos (BR-101), Washington Luiz (BR-040) e Presidente Dutra (BR-116), além da Ponte Rio-Niterói e das linhas Amarela e Vermelha. A Transbrasil será ligada à Transolímpica, em Deodoro, e à Transcarioca, na altura da Ilha do Governador – ambas conectadas à Transoeste, a única que já se está em operação entre os bairros de Santa Cruz e da Barra da Tijuca. Quando prontos, os BRTs vão percorrer um total de 155 quilômetros de extensão.

DCI

Ônibus articulados do Rio receberão R$ 1,5 bilhão

Para Ailton Brasiliense, da ANTP, para que projeto seja economicamente viável é muito importante que prefeitura opte por veículos de grande porte, já que a demanda será muito grande e uso de ônibus menores certamente trará prejuízos

O quarto sistema de ônibus articulados (BRT) do Rio de Janeiro (RJ) começa a ser construído ainda este ano, em uma das principais vias da cidade, a Avenida Brasil. O projeto é de grande porte e a previsão é que vá custar cerca de R$ 1,5 bilhão, dos quais R$ 1 bilhão custeados pelo governo federal, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Mobilidade Urbana, e o restante pela prefeitura.

A Transbrasil terá 28 estações, quatro terminais e 16 passarelas e deve transportar 900 mil pessoas por dia. A extensão da linha será de 32 quilômetros, começando na estação de trem Deodoro e chegando ao Terminal da Candelária, de onde partirá para o Aeroporto Santos Dumont.

Para atender à demanda, o trecho será percorrido por 881 ônibus articulados e biarticulados. "Para que o projeto seja economicamente viável é muito importante que a prefeitura opte por veículos assim, de grande porte, já que a demanda será muito grande e o uso de ônibus menores certamente trará prejuízos", como disse ao DCI o presidente da Associação Nacional de Transporte Público (ANTP), Ailton Brasiliense. A licitação será dividida em dois trechos.

O primeiro trecho vai do Aeroporto Santos Dumont à ligação com o BRT Transcarioca (Galeão-Barra da Tijuca) e vai custar R$ 785,5 milhões. O segundo trecho está orçado em R$ 685,6 milhões e vai completar o percurso até Deodoro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário