sexta-feira, 5 de abril de 2013

Câmeras nos ônibus vão gerar imagens ao vivo para a prefeitura

05/04/2013 - O Globo

RIO - O novo sistema de fiscalização dos ônibus municipais começa a funcionar no segundo semestre, com algumas mudanças que podem ajudar a inibir a ação de maus motoristas e passageiros. Além do GPS, que passará informações sobre trajeto, horário e velocidade dos veículos, as imagens das duas câmeras instaladas nos veículos poderão ser acompanhadas ao vivo por técnicos do Centro de Operações Rio, da prefeitura. As imagens serão gravadas e ficarão arquivadas nas empresas, mas poderão ser requisitadas pela prefeitura se necessário.

O secretário municipal de Transportes, Carlos Roberto Osório, afirmou na quinta-feira que o sistema começará a ser implantado em todos os ônibus do BRT Transoeste e naqueles cujos passageiros fazem muitas reclamações. Mas ainda não há uma definição sobre o número de ônibus que passarão a ser monitorados imediatamente. Hoje, segundo a prefeitura, 100% da frota já está equipada com GPS e duas câmeras.

— Nesta primeira fase, não temos condições de monitorar os quase nove mil ônibus da cidade, porque estamos instalando a plataforma digital. Acredito que esse sistema pode inibir ações como a que ocorreu na Avenida Brasil. Os usuários precisam saber que todos estarão sendo monitorados pelas câmeras e pelo GPS.

Na noite de quarta-feira, pouco antes de fazer sua última viagem, um motorista de ônibus da linha 366 (Lavradio-Campo Grande), da Expresso Pégaso, foi detido com um grama de cocaína na Rua do Lavradio, no Centro. O homem, de 41 anos, deixou o veículo no ponto final e entrou num casarão antigo. Ao sair do imóvel, foi flagrado com a droga dentro da meia. Na delegacia, ele disse que comprou a cocaína para uso próprio. O delegado da 5ª DP (Rua Gomes Freire), Antônio Bonfim, disse não ter como afirmar se o motorista consumiria a droga no ônibus.

Sobre o acidente na Avenida Brasil, o delegado da 21ª DP (Bonsucesso), José Pedro da Silva Costa, pretende pedir a prisão preventiva do motorista do ônibus da linha 328, André Luiz da Silva Oliveira, e do estudante Rodrigo dos Santos Freire, acusado de agredi-lo.

Com a prisão preventiva decretada, ambos passarão a ficar no hospital sob custódia da polícia. O delegado acrescentou que já indiciou o motorista e o estudante por homicídio doloso, com dolo eventual (ambos teriam assumido o risco de matar outras pessoas). Eles deverão também ser indiciados por tentativa de homicídio.

Segundo a polícia, não há marcas de pneus no asfalto, o que indica que o motorista não freou o veículo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário