segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Prefeitura do Rio dá início às obras da Transcarioca

17/07/2012 - Agência Rio

Corredor exclusivo para ônibus articulados ligará a Barra da Tijuca ao Aeroporto Internacional, passando por Penha e Madureira e reduzindo em mais de 60% o tempo gasto no trajeto

A Prefeitura do Rio, através da Secretaria Municipal de Obras, dará início nesta quinta-feira (17/03) às intervenções para a implantação do BRT (Bus Rapid Transit) Transcarioca. Trata-se do corredor exclusivo para ônibus articulados que vai ligar a Barra da Tijuca ao Aeroporto Internacional Tom Jobim e terá 39 quilômetros de extensão. O pontapé inicial das obras será nas ruas Cândido Benício e Domingos Lopes, onde técnicos da SMO trabalham na construção do mergulhão do Campinho.

Outras frentes de trabalho também serão abertas nos próximos dias, como o viaduto de Madureira e o mergulhão da Avenida Ayrton Senna. Junto com a Transoeste (Jardim Oceânico/Santa Cruz/Campo Grande) – já em construção – e a Transolímpica (Recreio dos Bandeirantes/Deodoro), a Transcarioca faz parte do conjunto de obras viárias da Prefeitura para preparar a cidade para os Jogos Olímpicos de 2016, sendo um importante legado para todos os cariocas.
O corredor expresso conta com um investimento total de R$ 1,3 bilhão e a construção dos dois lotes será concluída em três anos. A Transcarioca será o primeiro corredor de transporte de alta capacidade no sentido transversal da cidade, reduzindo em mais de 60% o tempo gasto no trajeto entre a Barra da Tijuca e a Ilha do Governador, passando por importantes bairros da Zona Norte - como Madureira e Penha.

As intervenções incluem também uma faixa segregada ao BRT, que vai permitir a integração física e tarifária com os outros modais (trem, metrô e ciclovias) ao longo da via. Com isso, o uso da frota e o tempo das pessoas serão otimizados, trazendo maior economia, qualidade de vida e novas oportunidades para toda a região. Esse sistema integrado de transporte atenderá cerca de 400 mil passageiros por dia.
Ao todo serão 45 estações, três terminais para embarque e desembarque de passageiros, nove pontes, três mergulhões, dez viadutos, duplicação de pistas e projetos de urbanização das áreas adjacentes. Para executar a obra, a SMO dividiu a licitação em dois lotes.

PRIMEIRO LOTE - O primeiro lote da Transcarioca, com 28 quilômetros, terá a construção iniciada pelo mergulhão que será construído no Campinho. Neste lote, a via vai passar pelos bairros Barra da Tijuca, Jacarepaguá, Curicica, Taquara, Tanque, Praça Seca, Campinho, Madureira, Vaz Lobo, Vicente de Carvalho, Vila da Penha, Penha. Além da ampliação da via, a obra do Lote 1 inclui sete pontes, dois mergulhões na Barra (um na altura do 'Cebolão' da Avenida Ayrton Senna e outro na Avenida Via Parque), quatro viadutos, uma passagem inferior e a urbanização da área adjacente. O custo deste lote é de R$ 798,4 milhões.

SEGUNDO LOTE - O segundo lote contempla o traçado entre o bairro da Penha e o aeroporto. Estima-se que a construção desse traçado receba investimento de R$ 548,3 milhões. São 11 quilômetros de extensão, prevendo a construção de oito obras de arte (duas pontes e seis viadutos): viaduto sobre linha férrea em Olaria, viaduto em arco estaiado sobre Avenida Brasil, viaduto sobre a Avenida Brigadeiro Trompowski, ponte sobre o Canal do Cunha e Linha Vermelha, ponte estaiada sobre Baía de Guanabara (ligação Fundão/Ilha do Governador), viaduto sobre a ponte nova do Galeão, viaduto sobre Estrada do Galeão e viaduto sobre a Avenida 20 de Janeiro.

O trajeto se inicia no início do Largo da Penha, seguindo pela Rua Monsenhor Alves Rocha, Rua Ibiapina, Rua Uranos, Estrada Engenho da Pedra, Rua Ismael Rocha, Rua Sargento Peixoto, Avenida Brigadeiro Trompowski, um binário (na altura do Fundão) pelas avenidas Um e Vinte e Quatro, seguindo pela Avenida Vinte e Nove, Estrada do Galeão e Avenida 20 de Janeiro.

- Conheça os quatro trechos de obras do primeiro lote:

. O primeiro é constituído pelo Terminal Alvorada, Avenida Ayrton Senna e Avenida Embaixador Abelardo Bueno, em uma extensão aproximada de 5 km. Nesse trecho serão construídas duas passagens inferiores sob a Avenida das Américas (dois mergulhões) na Avenida Ayrton Senna e uma ponte sobre a Lagoa de Jacarepaguá. Neste trecho, além do Terminal Alvorada, haverá cinco estações (Lourenço Jorge, Via Parque, Pólo Cine Vídeo, Hospital Sarah, Autódromo).

. O trecho 2 tem extensão de 7 km e começa na Estrada Coronel Pedro Correia, seguindo até o final da Estrada dos Bandeirantes. Nesse trecho serão construídas dez estações (Pedro Correia, Curicica, Praça do Bandolim, Arroio Pavuna, Schering, Comandante Guaranys, Gusmão Lobão, Merck, André Rocha e Largo da Taquara).

. No trecho 3, de 7,5 km, o trajeto passa pela Avenida Nelson Cardoso, Rua Cândido Benício, Rua Domingos Lopes, Rua Guaxima e Viaduto Negrão de Lima, que será duplicado. Haverá, ainda, um mergulhão, para ligação da Rua Cândido Benício à Rua Domingos Lopes e dez estações (Marechal Bevilaqua, Praça Araci Cabral, Largo do Tanque, Albano, Praça Seca, Capitão Menezes, Pinto Teles, Largo do Campinho, Madureira e Mercadão).

. O último trecho é formado pela Avenida Ministro Edgard Romero, Avenida Vicente de Carvalho e Avenida Brás de Pina. São 8,5 km até o Terminal da Penha, com onze estações (Otaviano, Vila Queiroz, Largo de Vaz Lobo, Marambaia, Vicente de Carvalho, Praça Aquidauana, Lafaiete, Pedro Taques, Praça do Carmo, Guaporé e Cajá). Será construído um viaduto sobre a Linha 2 do metrô, na altura de Vicente de Carvalho.



Marcelo Almirante
69 - 9985 7275

Nenhum comentário:

Postar um comentário