sábado, 1 de setembro de 2012

Rio libera mais mais uma alça do mergulhão na Barra da Tijuca

01/09/2012 - Agência Rio

A Secretaria Municipal de Obras libera ao tráfego neste domingo (2) mais uma alça do mergulhão Billy Blanco, na altura do Carrefour, na Barra. A nova “perna” do mergulhão vai receber o trânsito de quem vem da praia/Cidade das Artes. Já a alça inaugurada há dois meses é usada pelos motoristas que vêm das pistas lateral e central da Avenida das Américas. Ambos os acessos são sentido Recreio, praia ou retorno. O investimento total no projeto – obra viária no traçado da Transcarioca – é de R$ 80 milhões.

O trânsito estará liberado pela CET-Rio às 8h. Na ocasião, também será desfeito o desvio provisório na altura da Cidade das Artes e serão liberadas as duas faixas ao lado do Bosque da Barra, permitindo que a saída no mergulhão seja no meio da pista. Desta forma, o motorista terá a opção de retornar à esquerda ou seguir sentido Recreio.

O novo mergulhão da Transcarioca tem 670 metros de extensão e 8 metros de largura no entroncamento das duas alças até o final da estrutura. Na entrada, conta com as duas alças, com uma faixa em cada uma. Na saída, há uma pista com duas faixas. O mergulhão fica a 250 metros do Hospital Municipal Lourenço Jorge – onde futuramente haverá uma estação de BRT – e a 600 metros do Terminal Alvorada.

Cerca de 350 operários trabalharam na construção do mergulhão Billy Blanco, que contou com algumas peculiaridades. Em função do solo da região ser muito arenoso, depois de diversos estudos de engenharia, optou-se pela execução do mergulhão em paredes diafragma enrijecida.

Para construir a laje de fundo foi preciso utilizar a solução de engenharia chamada Jet Grouting, que consiste em injetar no subsolo, em alta pressão, uma mistura de cimento e água, que quando solidificada, funciona com um tampão. A técnica impede a entrada da água do subsolo e permite a escavação, assim como a execução da laje de piso do mergulhão.

Sobre a Transcarioca

A Transcarioca é o primeiro corredor de alta capacidade no sentido transversal da cidade, ligando a Barra ao Aeroporto Internacional, numa faixa segregada de 39 quilômetros de extensão. O sistema vai atender também os bairros de Curicica, Taquara, Tanque, Praça Seca, Campinho, Madureira, Vaz Lobo, Vicente de Carvalho, Vila da Penha, Penha, Olaria e Ramos. Ao longo do traçado serão 45 estações, três terminais, três mergulhões, 10 viadutos (incluindo as duplicações) e nove pontes (sendo duas pontes estaiadas).

O sistema pretende reduzir em mais de 60% o tempo gasto no trajeto entre os dois bairros, permitindo também a integração aos outros modais (trem, metrô e ciclovias) ao longo da via. Junto com os corredores expressos Transoeste, Transolímpica e Transbrasil, a Transcarioca faz parte de um grande investimento da Prefeitura para melhorar a mobilidade urbana. Além de viabilizar a realização da Copa do Mundo e das Olimpíadas, os projetos deixarão um legado significativo para a cidade.  As obras da Transcarioca contam com recurso de R$ 1,5 bilhão, compartilhados entre Governo Federal e Prefeitura.

MS

Nenhum comentário:

Postar um comentário