segunda-feira, 2 de julho de 2012

Túnel e BRT criam polo de desenvolvimento

01/07/2012 - O Dia, Aurélio Gimenez e Cristiane Campos

Implantação de corredor valoriza imóveis da Zona Oeste em até 67%

A abertura do túnel da Grota Funda e a implantação do BRT Barra-Santa Cruz confirmou a nova fronteira econômica da Zona Oeste, com a valorização imobiliária, implantação de shoppings, novas indústrias e geração de empregos. Com as obras e investimentos na região nos últimos três anos, o metro quadrado dos imóveis subiu 67% na Barra, 65,4% no Recreio dos Bandeirantes e 46,2%, em Campo Grande. Também há previsão de mais de 5 mil ofertas de empregos em apenas dois shoppings em construção na rota do Transoeste.
Já no Distrito Industrial de Santa Cruz está prevista a instalação da multinacional Rolls-Royce, que fabricará turbinas de energia para plataformas marítimas, com investimentos de US$ 60 milhões. No mesmo local, também será aberta fábrica de vacinas da Bio-Manguinhos/Fiocruz.
O efeito multiplicador ocorrido na extensão do Transoeste também já é percebido no trecho por onde passará o Transcarioca, corredor que ligará a Barra ao Aeroporto Tom Jobim. Levantamento do Sindicato das Empresas de Compra, Venda e Administração de Imóveis do Rio de Janeiro (Secovi Rio), feito a pedido de O DIA, constatou que em Curicica (Jacarepaguá), por exemplo, o metro quadrado dos imóveis teve variação de 53,69% entre março de 2011 e maio deste ano. Em Madureira, na Zona Norte, a valorização foi de 47,44%.
Moradora da Ilha de Guaratiba, a comerciante Ana Maria Paiva conta que a abertura do túnel da Grota Funda atraiu novos consumidores ao seu antiquário, localizado na Estrada dos Bandeirantes, em Vargem Grande. "Além disso, com o BRT, os funcionários ganharam em qualidade de vida, pois levam menos tempo no trajeto de casa para o trabalho", acrescentou.
Imobiliárias se beneficiam
Gerente comercial da Rio Negócios, agência de fomento da Prefeitura do Rio, Pedro Casotti cita que o setor imobiliário é o primeiro a se beneficiar das obras de infraestrutura e mobilidade, que se destacam na Zona Oeste. Mas, segundo o executivo, o comércio e setor de serviços vêm logo atrás, com o crescimento populacional provocado pela expansão econômica da região.
Quem já colhe os frutos da Transoeste é a Queiroz Galvão Desenvolvimento Imobiliário. A construtora em menos de um mês vendeu 95% das 646 unidades do Absolutto Business Towers, a ser erguido ao lado do Recreio Shopping.
"As benfeitorias contribuem para o sucesso nas vendas", diz Pedro Cunha, diretor da Queiroz Galvão.
Novas oportunidades
Com novas vias de acesso e a implantação de novos centros de comércio, também o emprego está em alta na Zona Oeste. Para novembro, o grupo Multiplan promete entregar o Park Shopping Campo Grande, gerando três mil oportunidades.
Superintendente do empreendimento, Paulo Bittencourt diz que na fase de obra estão sendo geradas 1.200 vagas. "O BRT vai facilitar ainda mais o acesso ao shopping", prevê Paulo Bittencourt.
No Recreio dos Bandeirantes, o Américas Shopping vai gerar 2.500 chances, diretas e indiretas, quando estiver pronto em 2014. "Além da explosão de lançamentos imobiliários na região, as obras de duplicação da Avenida das Américas, o túnel da Grota Funda e o BRT interligado ao Metrô - com estação em frente ao shopping - estão criando diversas oportunidades na área", explica Fernando Araujo, diretor da construtora Ecia.
Perspectiva do shopping que está sendo erguido em Campo Grande
Com novas vias de acesso e a implantação de novos centros de comércio, também o emprego está em alta na Zona Oeste. Para novembro, o grupo Multiplan promete entregar o Park Shopping Campo Grande, gerando três mil oportunidades.
Superintendente do empreendimento, Paulo Bittencourt diz que na fase de obra estão sendo geradas 1.200 vagas. "O BRT vai facilitar ainda mais o acesso ao shopping", prevê Paulo Bittencourt.
No Recreio dos Bandeirantes, o Américas Shopping vai gerar 2.500 chances, diretas e indiretas, quando estiver pronto em 2014. "Além da explosão de lançamentos imobiliários na região, as obras de duplicação da Avenida das Américas, o túnel da Grota Funda e o BRT interligado ao Metrô - com estação em frente ao shopping - estão criando diversas oportunidades na área", explica Fernando Araujo, diretor da construtora Ecia.
5 minutos com Rubem Vasconcelos, presidente da Patrimóvel
O DIA - O que as obras de infraestrutura representam para o mercado imobiliário do Rio?
RUBEM - É uma injeção na veia do setor. Isso quer dizer valorização imobiliária e que cada região vai ditar o valor de mercado. A ampliação da Avenida das Américas, o túnel da Grota Funda e o Transoeste são exemplos deste progresso.
Qual a importância do Transoeste, o corredor de ônibus rápido?
Com a chegada de novos meios de locomoção, os compradores já não têm tanta rejeição a locais mais distantes, como o trecho da Avenida das Américas após a Grota Funda. Assim, bairros que antes estavam praticamente esquecidos pelo mercado passam a chamar a atenção das construtoras.
Que bairros são estes?
Vargem Pequena, Vargem Grande, Pedra de Guaratiba e Campo Grande estão entre as regiões promissoras. O mercado segue a rota do desenvolvimento.
É para onde a expansão vai seguir?
Algumas construtoras já têm diversos terrenos nesta região e planejam lançar seus projetos imobiliários este ano. As empresas que ainda não têm, estão buscando terrenos. Na Zona Oeste ainda é possível encontrar terra com preço mais acessível, pois na Zona Sul há escassez de terrenos.
Com a abertura do túnel da Grota Funda, onde haverá crescimento?
O bairro de Campo Grande já conta com construtoras de peso, que foram pioneiras em investir no local, já sabendo das melhorias que viriam. Agora, não é só a área do Calçadão de Campo Grande que interessa. Numa passagem rápida pelo bairro é possível verificar a quantidade de placas e estandes de vendas de empreendimentos comerciais e residenciais .
Onde mais haverá mais crescimento?
O município de Itaguaí também segue o mesmo ritmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário