quinta-feira, 31 de maio de 2012

Niterói licitará obras projetadas por Lerner

13/05/2012 - O Globo, Renato Onofre

Licitação para transformação de Amaral Peixoto e Visconde do Rio Branco começa em 15 dias

A prefeitura de Niterói dará mais um passo para a implantação da primeira fase do Plano de Transporte e Trânsito proposto pelo arquiteto Jaime Lerner. Foi anunciado para os próximos 15 dias o início do processo de licitação para intervenções nas avenidas Amaral Peixoto e Visconde do Rio Branco, duas das principais vias do Centro. A primeira será transformada em mão dupla para ônibus, mas os carros de passeio só poderão seguir em direção à estação das barcas, além disso, o estacionamento será proibido em toda a sua extensão; e a segunda ganhará quatro pistas em cada um dos sentidos.

Alterações já para o fim do ano

A expectativa da Niterói, Trânsito e Transporte (NitTrans) é que, até o fim do ano, essas alterações já estejam valendo. Elas visam, principalmente, à interligação dos terminais rodoviários João Goulart e do Largo da Batalha, que também será licitado neste primeiro semestre.
- Não há uma solução mágica para o trânsito de Niterói. O que estamos fazendo é um planejamento a longo prazo que passa, primeiro, pela criação de eixos viários com ênfase no transporte público, e pela reorganização da maneira de ir e vir na cidade - afirma o presidente da NitTrans, Sérgio Marcolini.

O projeto executivo encaminhado à Empresa de Moradia, Urbanização e Saneamento (Emusa) prevê a construção de faixas exclusivas para ônibus na Avenida Amaral Peixoto em direção ao Hospital Universitário Antonio Pedro. Serão três estações de embarque e desembarque na via e, próximo a elas, a pista será dupla para facilitar a ultrapassagem dos ônibus. Um canteiro central também será construído com três metros de largura para facilitar a travessia dos pedestres.
Um dos pontos mais polêmicos do projeto, segundo o próprio Marcolini, é a extinção das vagas de estacionamento na Amaral Peixoto. Mas ele argumenta:

- Temos que ganhar esse espaço para aumentar a fluidez da via. Aumentando a capacidade de fluxo da Amaral Peixoto, vamos poder desafogar as ruas secundárias do bairro e reorganizar o estacionamento nestes pontos.

Na Avenida Visconde do Rio Branco, das quatro faixas que serão criadas de cada lado da via, duas, em ambos os sentidos, serão de uso exclusivo a ônibus. Outra mudança será no acesso dos ônibus à Amaral Peixoto. Com a criação da mão dupla, a Rua da Conceição deixa de receber os coletivos, como ocorre atualmente. Eles sairão do terminal direto para a Amaral Peixoto ou terão a opção de dar a volta em frente ao Plaza, como é feito hoje.
- O projeto original proposto pelo Lerner previa a entrada direto na Amaral Peixoto, mas, depois de reanalisarmos, percebemos que podemos dividir esse fluxo para não sobrecarregar a primeira estação de ônibus da Amaral Peixoto - explica Marcolini.

O mergulhão da Avenida Marquês do Paraná começa a ser escavado ainda este mês. Contudo, o presidente da NitTrans admite que não será possível a conclusão das obras do entorno do mergulhão nesta gestão. O principal entrave é o alargamento da Marquês do Paraná no trecho entre a as ruas Doutor Celestino e Miguel de Frias. O processo de desapropriação de imóveis está em andamento, mas a solução não será para este ano. A previsão é que a área ganhe uma ciclovia arborizada e lojas comerciais.

Desde o início do ano, a prefeitura começou a implantar as mudanças do Projeto Lerner. A Avenida Roberto Silveira passou a ser mão única em direção ao Centro. Segundo a NitTrans, o tempo de fluidez caiu nas principais vias de Icaraí , apesar de o trânsito ter aumentado nas ruas Gavião Peixoto e Mem de Sá, que viraram alternativa à avenida para quem segue em direção a São Francisco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário