terça-feira, 11 de outubro de 2011

Linhas de ônibus substituem bondes em Santa Teresa

10/10/2011 - G1

Com a suspensão temporária do serviço de bondes em Santa Teresa, no Centro do Rio, após o acidente ocorrido em agosto, serão criadas duas linhas, Paula Matos - Castelo circular e o Silvestre - Castelo circular. Elas terão dois veículos por cada linha e tarifa de R$0,60, paga somente em espécie. A medida foi decretada pelo prefeito Eduardo Paes, no Diário Oficial do município, na última sexta-feira (7). O serviço terá duração de um ano e seis meses. Em agosto, um bonde tombou matando seis pessoas e deixando mais de 50 feridas no bairro.

De acordo com o decreto, a Prefeitura do Rio, através da Secretaria municipal de Transportes, vai ressarcir a diferença da tarifa cobrada pela linha especial, para manter o equilíbrio financeiro da concessionária escolhida para operar o serviço. O Consórcio Intersul de Transportes foi o escolhido para operar a linha especial.

O decreto informa ainda que “a Secretaria municipal de Transportes tem o prazo máximo de 15 dias, mesmo prazo em que o serviço deverá entrar em operação, para estabelecer os parâmetros operacionais, tais como itinerário e pontos de parada”. Atualmente o bairro de Santa Teresa é atendido por outras duas linhas de ônibus e um serviço noturno.

Diretor exonerado do cargo

O diretor de operações dos bondes que circulavam em Santa Teresa, no Centro do Rio, Fábio Tepedino, será exonerado do cargo. A informação foi confirmada pelo presidente da Central, Eduardo Macedo, nesta segunda-feira (10). A medida acontece após a divulgação do laudo da perícia sobre o bonde que se acidentou. Peritos apontaram que o veículo tinha 23 falhas.

“Em primeiro lugar, eu estou assumindo (a presidência da Central) e tenho que colocar os diretores de minha confiança. Mas o que contribuiu muito foi o relatório (laudo do ICCE), porque ele veio deixar muito claro que houve certa omissão, desleixo com a questão do bonde, que não foi priorizada”, explicou Macedo.Em nota enviada no dia 2 de setembro, Tepedino afirmou considerar tanto os bondes antigos quanto os reformados seguros.

Afastamento de outros funcionários

O resultado da perícia também deve provocar o afastamento de outros funcionários. “O relatório compromete todo o sistema”, afirmou o presidente da Central.Segundo ele, o laudo se refere a vários segmentos como linha férrea, rede aérea, logística. “Outros funcionários que estejam envolvidos no processo do bondinho serão afastados, até que se apure as responsabilidades”, garantiu. Entre as falhas apontadas pelos peritos do ICCE está o problema com o sistema de freio, causado pela falta de manutenção adequada.

De acordo com Macedo, um plano baseado em ações indicadas pelo interventor dos bondes, Rogério Onofre, já foi elaborado. Entre as melhorias previstas pelo Plano de Ações e Investimentos está a instalação de trilhos bilabiados, próprios para o terreno de Santa Teresa. O documento com as melhorias será encaminhado para a Secretaria da Casa Civil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário