quinta-feira, 28 de julho de 2011

BRS Ipanema e Leblon: sem ar condicionado e com menos sacolejo e barulho

27/07/2011 - O Dia

Rio - Menos sacolejos, ruídos, trancões e nada de jeitinho na hora de entrar e descer dos ônibus. Com a chegada do BRS em Ipanema e Leblon, desembarca por lá também novo modelo de veículo, batizado de Mega BRS. Ele colocará um ponto final no hábito de pegar o ônibus fora do ponto: sensor só permitirá a abertura da porta nas paradas demarcadas. A medida, pondera a secretaria, vai ordenar o entra e sai de passageiros e contribuir para a diminuição do tempo de viagem.

Os novos modelos também terão o piso mais baixo, quase da altura do meio-fio, para melhorar o acesso para idosos e deficientes. O motor, que atualmente fica na parte frontal do ônibus, vai para a traseira, diminuindo o barulho que tanto incomoda os passageiros. A suspensão, atualmente composta por molas, será com sistema de ar, o pneumático. O veículo vai balançar menos.
Mas o conforto para por aí: os 40 novos ônibus não terão ar condicionado. As janelas são maiores e a capacidade é para 35 passageiros sentados e 47, em pé.
A expectativa é de que até o ano da Copa do Mundo no Brasil, em 2014, todos os 600 ônibus que vão circular no esquema de BRS já sejam do modelo Mega. Para ajudar a organizar o novo sistema, mais três câmeras foram instaladas no trajeto Ipanema-Leblon.
'Informe do DIA' antecipou novidade
Menos engarrafamento à vista no caminho da praia. Dia 20 de agosto entra em operação o corredor expresso de ônibus (BRS) em Ipanema e no Leblon. Como o ‘Informe do DIA’ antecipou dia 8, ele será interligado ao de Copacabana e levará à redução de 10,6% da frota de coletivos que circulam nas ruas Ataulfo de Paiva e Visconde de Pirajá. O BRS virá com outra novidade: veículos com sensor que impede a abertura da porta fora do ponto.
“Sabemos que vai diminuir (o tempo de viagem), mas não podemos esperar o mesmo resultado de Copacabana. O novo BRS terá apenas uma faixa”, explicou Alexandre Sansão, secretário Municipal de Transporte. Segundo ele, houve aumento de 5% de passageiros de ônibus após o início do BRS em Copa.
Na faixa da direita, exclusiva para os ônibus e táxis com passageiros, carros e táxis desocupados só poderão invadi-la para circular na distância de um quarteirão caso precisem dobrar à direita. Quem desrespeitar estará sujeito a multa de R$ 53,20. As baias desse lado da rua deixarão de servir como vaga para automóveis, serão só parada de táxi, local de carga e descarga e estacionamento de motocicletas. Não haverá redução de linhas, apenas cinco terão parte do itinerário alterado.
“Mais gente vai andar de ônibus e deixar o trânsito menos engarrafado”, opina o morador de Ipanema, Sintos Romano, 72 anos, que se preocupa, no entanto, com a redução de vagas para carros

http://odia.terra.com.br/portal/rio/html/2011/7/brs_ipanema_e_leblon_sem_ar_condicionado_e_com_menos_sacolejo_e_barulho_180529.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário