segunda-feira, 11 de abril de 2011

Transcarioca dá origem a novo subúrbio para o Rio

26/03/2011 - O Dia, Christina Nascimento

Corredor vai encurtar percursos com intervenções que devem mudar visual de 9 bairros

Rio - Nos nove bairros por onde vai passar, o corredor BRT exclusivo para ônibus Transcarioca (Barra-Galeão) promete mais que encurtar percursos. Iniciadas no dia 17, intervenções como alargamento de ruas, construções de terminais de embarque, mergulhões e viadutos vão dar novo visual à cidade, principalmente, ao subúrbio carioca, que ganha um novo traçado. Pontes estaiadas (suspensas por cabos ) prometem se tornar novos cartões-postais e iluminar a noite do Rio.

Só em Campinho, duas ruas, uma avenida e um largo tiveram quase todos os seus imóveis postos abaixo para dar passagem ao BRT, que é esperança para quem não via mais chances de o bairro crescer. “Isso estava parado no tempo. Com a movimentação de veículos, vamos trazer vida, gente para o bairro”, elogiou a comerciante Adelaide Couto, 65.

Divulgação

Mudanças à vista também no Viaduto Negrão de Lima, que corta Oswaldo Cruz e Madureira. Além de duplicado, ele vai ganhar a Estação Madureira — para BRT —, que terá integração com o ramal Deodoro da SuperVia. Quem descer o viaduto vai deparar com outra novidade: o terminal Mercadão, que fará integração com o ramal Belford Roxo.

“O corredor vai até a Av. Ministro Edgard Romero, que será alargada. Não vai acabar com o Mercadão de Madureira. Desapropriamos lojas próximas, mas ele fica intacto”, garantiu o secretário municipal de Obras, Alexandre Pinto.

A Transcarioca vai provocar, ainda, série de desapropriações da Rua Monsenhor Alves da Rocha, na Penha, até a Rua Uranos, em Ramos. Nesse percurso, o corredor acompanhará o trajeto da SuperVia, com faixa de tráfego exclusiva até o terminal Olaria, onde será construído viaduto de 500 m, cruzando as linhas férreas e seguindo pela Estrada Engenho da Pedra em direção à Avenida Brasil.

Das 9 pontes previstas, uma já começa a sair do papel: a sobre a Lagoa de Jacarepaguá. Serão duas pistas para o Transcarioca e mais duas para o tráfego vindo da Linha Amarela. Na Barra, também terá mudanças em breve: em um ano, todos os sinais de trânsito da Av. Ayrton Senna serão retirados.

LEIA MAIS: Progresso atravessa o caminho de moradores

Um comentário:

  1. De todo esse percurso no "bloco 2", apartir da Estação de Olaria seguindo a Est.Eng.da Pedra até começo do viaduto sobre Av.Brasil, será a área onde haverá maior evolução social, econômica, humana e habitacional. Previsto em poucos anos. Haverá uma "revolução" nessa parte do suburbio da Leopoldina.

    ResponderExcluir