segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Transcarioca: obra deve ter início em janeiro

22/11/2010 - O Globo -Martha Neiva Moreira e Luiz Ernesto Magalhães

RIO - O prefeito Eduardo Paes disse ontem que a primeira etapa das obras do Transcarioca, corredor de ônibus articulado (BRT) Barra-Ilha do Governador, deverá começar em janeiro. O resultado da licitação do trecho inicial (Barra -Penha) será conhecido esta semana.

O cronograma original da prefeitura previa que as obras começassem em abril passado. Mas problemas burocráticos atrasaram o processo. O Tribunal de Contas do Município (TCM) entendeu que a licitação só poderia ser concluída após a prefeitura fechar o contrato de financiamento, no valor de R$ 1,2 bilhão, com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O empréstimo foi autorizado somente na semana passada. Com o atraso, a prefeitura decidiu concentrar os esforços este ano nas obras do Transoeste (BRT que ligará Campo Grande a Barra).

Prefeitura realizará mais de três mil desapropriações

O custo total do projeto, incluindo pagamentos de mais de três mil desapropriações totais e parciais de imóveis, é estimado em R$ 1,6 bilhão. A prefeitura decidiu priorizar as desapropriações no trecho entre o Campinho e Madureira, onde as obras serão mais complexas. Uma das intervenções prevê a construção de um mergulhão sob um dos pontos de maior volume de tráfego da Zona Norte: o quadrilátero entre as ruas Cândido Benício, Domingos Lopes, Avenida Ernani Cardoso e Estrada Intendente Magalhães.

Segundo o prefeito, o edital para a licitação do segundo trecho, que ligará a Penha ao Aeroporto Tom Jobim (Lote 2), será feito ainda este ano. Ontem, além de inaugurar as primeiras ruas reformadas pelo Programa Bairro Maravilha, em Cavalcanti e Quintino, Paes foi ao lançamento das obras do Morar Carioca nas comunidades Vila Amizade, Vila Caramuru e Morro dos Mineiro, em Tomás Coelho. O investimento total está orçado em R$ 23,3 milhões.

Entre as melhorias, estão a construção de reservatório com capacidade para 200 mil litros de água, 8.806 metros de esgoto sanitário com 823 ligações domiciliares; 2.329 metros de redes de drenagem pluvial; além de pavimentação de becos, ruas, rampas e escadarias. Também há previsão de construção de uma creche, praças, centros esportivos, um bosque e um pomar comunitário . 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário