quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Transoeste ganhará 23 estações a mais com mudança no traçado

20/10/2010 - O Globo - Isabela Bastos

AMPLIAÇÃO

RIO - Por conta da ampliação em 24 quilômetros, anunciada esta semana pelo prefeito Eduardo Paes, o Transoeste (corredor expresso de ônibus articulado, BRT, ligando a Barra a Santa Cruz) ganhará mais 23 estações, além das 30 que já estavam previstas no projeto orginal. A via segregada - que inicialmente teria 32 quilômetros entre o Terminal Alvorada e a Estrada da Pedra - ganhará mais seis quilômetros na expansão até o Jardim Oceânico (onde se ligará à Linha 4 do Metrô) e 18 quilômetros dentro de Santa Cruz e Campo Grande, para fazer a integração com as estações de trem desses bairros.

Projeto de novo trecho deve ficar pronto em um mês

As expansões nos dois extremos do corredor ainda estão sendo detalhadas pela Secretaria municipal de Transportes. A previsão é que o projeto básico dos novos trechos fique pronto em um mês. Mas já se sabe que, no trajeto entre o Alvorada e o Jardim Oceânico, os ônibus circularão pelas faixas centrais da Avenida das Américas até o Shopping Downtown. Nesse ponto, o BRT fará uma grande curva para seguir pela Avenida Luiz Carlos Prestes (Via Parque), de onde atravessará o Canal de Marapendi por uma nova ponte que será construída, desembarcando nas imediações do Condado de Cascais.

- O viaduto que liga as avenidas Armando Lombardi e Américas, perto do Downtown, será ampliado, para que o BRT possa passar por baixo dele para chegar à Via Parque sem interferir no trânsito das avenidas - explica o secretário municipal de Obras, Alexandre Pinto.

O terreno onde funcionou o antigo motel Maxim´s foi escolhido para receber a estação terminal, segundo o secretário municipal de Transportes, Alexandre Sansão. A prefeitura anunciara, no final de 2009, que estudava expandir o Transoeste até o Jardim Oceânico. Mas, à época, a previsão era de que o corredor desembocasse na Praça do Pomar, no Tijucamar. O impacto viário e urbanístico dessa opção, contudo, fez a prefeitura voltar atrás.

- Desistimos porque as interferências no Jardim Oceânico seriam maiores se o terminal ficasse na praça. Perto do Condado de Caiscais o impacto é menor e é mais fácil de integrar com o metrô - explica Sansão.Mudança trará mais 120 mil passageiros

Na outra ponta do Transoeste, em Santa Cruz, o BRT não terminará mais na Estrada da Pedra como previsto originalmente. A via segregada se estenderá por mais sete quilômetros pela Rua Felipe Cardoso, até a estação de trem de Santa Cruz. Uma variante de 11 quilômetros será implantada na Avenida Cesário de Mello até a estação de trem de Campo Grande, nas imediações do 40 BPM (Campo Grande).

Com a ampliação, a prefeitura espera aumentar de cem para até 220 mil passageiros por dia circulando no corredor. Já os custos, que estavam orçados em R$ 692,1 milhões foram elevados para cerca de R$ 800 milhões. Segundo o secretário municipal de Obras, Alexandre Pinto, as expansões serão divididas em dois lotes que serão licitados ainda este ano. O prazo original de entrega do corredor, marcado para junho de 2012, está mantido, diz Pinto.

Na Barra, para que os passageiros do corredor expresso de ônibus possam acessar direto metrô, está sendo planejada uma grande passagem subterrânea de pedestres com cerca de 150 metros de extensão. A passagem ligará o terminal do BRT no Condado de Cascais até a estação do metrô, que será construída no subsolo da Avenida Armando Lombardi, em frente ao shopping BarraPoint.


Nenhum comentário:

Postar um comentário