terça-feira, 28 de setembro de 2010

Fecomércio-RJ: Rio terá economia diária de R$ 1,7 milhão com Bilhete Único


Sistema causará mudanças no transporte da capital

POR DIEGO BARRETO - 28/09/2010 - O Dia
Rio - O Bilhete Único municipal, que começa a funcionar a partir de 30 outubro, vaibeneficiar mais de 680 mil passageiros. A estimativa faz parte de estudo divulgado ontem pela Fecomércio-RJ. O novo sistema, que seguirá o modelo adotado desde fevereiro em viagens intermunicipais, deve promover uma economia diária de R$ 1,7 milhão para os cariocas e provocar mudanças nos transportes da capital. A prefeitura estuda a racionalização de trajetos de linhas de ônibus, além da integração com trens, metrô e barcas.


A redução média de custos por passagem vai chegar a R$ 1,71. “A implantação deste benefício permitirá a redução no custo para empresários e trabalhadores. O empregador também poderá contratar funcionários que morem longe sem ser onerado por esta escolha”, alega Marcos Neves, superintendente de Relações Institucionais da Fecomércio-RJ.

Foto: Divulgação
O Bilhete Único municipal deve entrar em vigor no dia 30 de outubro | Foto: Divulgação
O tempo médio dos usuários do bilhete foi calculado pelos pesquisadores, que entrevistaram 1.077 cariocas. Para viagens sem baldeação, o tempo varia de 51 a 54 minutos. Já o trajeto com baldeação tem duração estimada em 79 minutos, segundo antecipou a coluna ‘Informe do DIA’, domingo.


Morador de Rocha Miranda, o técnico de informática Márcio Cunha, 32, comemora: “Trabalho na Zona Sul e pego dois ônibus. Com certeza vou aderir ao bilhete, que fará uma diferença boa no orçamento”.


Com a adoção do Bilhete Único, a secretaria municipal de Transportes (SMTR) estuda ainda a reordenação do sistema de transporte público por ônibus no município. A cidade foi dividida em áreas onde as linhas serão racionalizadas.


Integração


Entre as medidas que devem ser implantadas está a integração com metrô, trens e ônibus através da redefinição de trajetos. Outra novidade será a implantação de corredores exclusivos BRS, semelhantes aos BRT’s, mas sem a segregação total de faixas para coletivos. Segundo a SMTR, o primeiro bairro a ter o transporte reordenado será Copa, em janeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário