domingo, 19 de setembro de 2010

Faixas exclusivas para ônibus serão implantadas em Copacabana



9/9/2010
Extra Online

O secretário de Transportes, Alexandre Sansão, anunciou para o início das férias escolares a implantação das primeiras faixas exclusivas para ônibus, na Avenida Nossa Senhora de Copacabana e Barata Ribeiro. Serão duas faixas para ônibus em cada uma das vias.

Já tem data o início da implantação do Bilhete Único Carioca (o BU municipal). A partir de 30 de outubro, os passageiros que se cadastrarem no sistema poderão pegar, em até duas horas, dois ônibus municipais, pagando R$ 2,40. Quem usar um coletivo apenas desembolsará o mesmo valor, porque a tarifa única (R$ 2,35) deixará de existir. O novo cartão entra em vigor antes do prazo previsto pelo edital de concorrência de permissão das cerca de 900 linhas da cidade, de 60 dias após a assinatura dos contratos com os quatro consórcios vencedores da licitação , previsto para o próximo dia 17. Os consórcios Internorte, Intersul, Transcarioca e Santa Cruz assumem a operação do transporte de passageiros por ônibus na cidade no mesmo dia em que o BU começa a valer.

- O dia 30 de outubro cai num sábado e no início de um feriado prolongado (2 de novembro). Escolhemos essa data para termos quatro dias para implantar o sistema com segurança - disse o secretário de Transportes, Alexandre Sansão. 

O presidente da Rio Ônibus (sindicato que congrega as empresas de ônibus do município), Lélis Teixeira informou que o cadastramento para o BU municipal será simples e deverá começar no dia 10 de outubro. Os usuários que já têm vale transportes ou BU intermunicipal (cerca de 1,5 milhão) não precisarão se cadastrar, devendo tão somente se habilitar através da internet ou de postos.

Hoje, segundo a Secretaria de Transportes, são feitas diariamente 3,5 milhões de viagens em ônibus municipais. Desse total, cerca de 20% (700 mil) representam uma segunda viagem, feita por um mesmo usuário. Ainda de acordo com o secretário, num primeiro momento o BU se limitará a ônibus municipais sem ar condicionado. Numa próxima etapa, poderá haverá integração com outros meios de transporte (metrô, trens, barcas, vans credenciadas e ônibus intermunicipais). 

Sansão explicou que o BU será unidirecional. Isso significa que, mesmo dentro do prazo de duas horas, o cartão não vale para quem usá-lo para retornar. 

A única pendência para a assinatura dos contratos no dia 17 é a Câmara dos Vereadores aprovar projeto reduzindo o ISS das empresas, de 2% do valor das passagens para um valor simbólico (0,01%). Foi pedida urgência na aprovação. 

Lançado em 1 de fevereiro, o Bilhete Único Intermunicipal (R$ 4,40 para duas viagens, sendo uma delas intermunicipal) totaliza hoje 1,2 milhão de usuários, segundo a Secretaria estadual de Transportes. Cerca de 230 mil passageiros, em média, viajam diariamente com o cartão intermunicipal, em 600 mil viagens. São 300 mil usuários/dia, de segunda a sexta-feira, e 180 mil nos fins de semana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário