sábado, 3 de julho de 2010

Burocracia atrasa obras de transporte para a Rio 2016

MARCHA LENTA


Publicada em 11/05/2010 às 23h06m
O Globo - 11/05/2010
  • R1
  • R2
  • R3
  • R4
  • R5
  • MÉDIA: 3,1
RIO - Antigo Corredor T-5, a TransCarioca (Barra-Penha) parece ser a que mais preocupa o prefeito Eduardo Paes no momento. Questões burocráticas atrasaram o início da licitação das obras, e o governo federal ainda não liberou a verba necessária para a sua construção. Ao mesmo tempo, porém, Paes anunciou nesta terça-feira que, já na próxima semana, será lançado o edital de licitação da Transolimpíada, estrada que ligará a Barra a Deodoro, na Zona Oeste.
- Quero a TransCarioca pronta até a Copa de 2014. Se a liberação da verba federal demorar muito, vou começar com recursos próprios - disse o prefeito durante a inauguração do Instituto Rio 2016, na segunda-feira.
Segundo o cronograma da prefeitura, as obras da via devem começar no segundo semestre deste ano, para ficarem prontas até o segundo semestre de 2013.
O projeto da TransCarioca, que tem custo estimado em mais de R$ 700 milhões, prevê a criação de duas linhas de ônibus: uma expressa e outra com paradas. A obra exigirá a desapropriação de 3.630 imóveis em vários bairros , incluindo Barra da Tijuca, Jacarepaguá e Madureira, o que custará R$ 300 milhões. O início da licitação da via foi atrasado, entre outros motivos, porque o Tribunal de Contas do Município pediu esclarecimentos sobre o edital à prefeitura.
Já a TransOeste, corredor viário que ligará a Barra a Santa Cruz e que inclui a construção do Túnel da Grota Funda e a duplicação de parte da Avenida das Américas, já teve todo o seu terreno desapropriado, segundo Paes, e deverá ficar pronta em 2012. A via terá investimento de R$ 630 milhões.
Segundo os projetos, os veículos que circularão nessas vias usariam biocombustíveis, para reduzir a poluição e garantir mais um legado ambiental dos Jogos Olímpicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário