domingo, 2 de maio de 2010

Turista ganha novo serviço para conhecer as belezas do Rio



29/04/2010 - Transporte Idéia
Os turistas que vêm ao Rio de Janeiro já contam com um novo serviço para conhecer as principais atrações turísticas da cidade. A CityRio, empresa especializada em sightseeing, apresentou nesta quarta-feira sua linha de ônibus turísticos panorâmicos que irão circular da Praça Mauá ao RioCentro. O primeiro passeio acontece neste sábado.
O serviço é semelhante aos que existem em Londres e Paris. No Rio serão disponibilizados oito ônibus de cor vermelha com 40 lugares a “céu aberto”, ou seja, sem teto nem janelas para não atrapalhar as fotos, e mais 12 em ambiente refrigerado.
O passeio tem três horas de duração e é composto de três linhas/roteiros. Partindo do Leme em direção à Urca, o ônibus inicia o roteiro “Centro Histórico - Pão de Açúcar”, que passa por atrações como Candelária, Palácio do Itamaraty, Lapa, MAM, Catete e Glória.
Retornando à Urca, tem inicio o roteiro “Pão de Açúcar - São Conrado”, cuja primeira parada é no Corcovado. Na sequência, Lagoa, Jardim Botânico e Rocinha. Se inicia então o roteiro “São Conrado - Barra da Tijuca”, que mostra os locais em que irão ocorrer os jogos olímpicos de 2016. Praias da Barra, Barrashopping, Arena Rio e Parque Aquático Maria Lenk  estão entre as atrações. O ônibus retorna passando pelo Vidigal e praias da zona sul, concluindo o passeio no Leme.
O passeio será oferecido através de agências de turismo, ou seja, não se trata de uma linha regular, mas de um produto turístico. Não será possível embarcar ou desembarcar no trajeto. As paradas são apenas para que os passageiros façam fotos.
Na edição desta quarta-feira, o jornal “O Globo” publicou na seção “Negócios & Cia” que a empresa CityRio ganhou concessão da prefeitura do Rio para operar o serviço há dez anos atrás, mas a operação não durou um ano. Em 2009, a Riotur negou o pedido de renovação e o contrato venceu em julho. A CityRio argumenta que fará fretamento, não linha regular, mas o secretário ameaça autuar a empresa.
Segundo a CityRio, fretamento não é serviço público. A empresa alega que é um produto turístico, além de ser um passeio fechado, realizado todo dentro dos ônibus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário