quarta-feira, 12 de maio de 2010

Prefeito do Rio diz que obras do setor de transportes para os Jogos Olímpicos começam este ano



12/05/2010
As obras para as Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro vão começar até o segundo semestre de 2010. A garantia foi dada pelo prefeito da cidade, Eduardo Paes, e incluí as construções das vias expressas de ônibus, principalmente a Transcarioca, que vai ligar os bairros da Penha e da Barra da Tijuca com ônibus articulados em vias exclusivas.
A proposta inicial é que a Transcarioca seja construída com recursos federais. Mas Paes disse que, se for preciso, vai usar dinheiro do município para dar início às obras.
“O prazo é até o meio do ano. Tudo o que não estiver claramente definido, como o que vai ser financiado e como vai ser financiado, nós vamos começar a executar com recursos da prefeitura porque senão não vai ficar pronto. E nossa responsabilidade é deixar pronto”.
A prefeitura carioca pretende entregar a Transcarioca antes dos Jogos Olímpicos e garante que o processo de desapropriação na região já está bem adiantado. A previsão da prefeitura é que a via expressa de ônibus fique pronta em 2013 e possa atender as demandas da cidade já na Copa do Mundo de 2014.
Além da Transcarioca, o prefeito disse que vai começar, até o segundo semestre, as obras de outras duas vias expressas: a Transoeste, que será feita com verbas da prefeitura, e a Transolímpica, que será construída a partir de Parceria Público Privada e terá cobrança de pedágio.
Estas obras vão estar sob a supervisão do Instituto Rio 2016, que foi instalado na segunda-feira na Zona Portuária do Rio de Janeiro. O órgão também vai monitorar todas as outras construções e investimentos previstos para os Jogos Olímpicos, e fiscalizar o uso do dinheiro destinado a estas intervenções. Segundo Paes, o objetivo é garantir que as Olimpíadas de 2016 deixem um legado de transformação positivo para a cidade do Rio.
A equipe do Instituto Rio 2016, que ainda não está definida, também será a responsável pelas negociações e acertos com os agentes nacionais e internacionais envolvidos com os Jogos, como governos estaduais e federal, Comitê Organizador Rio 2016 e o Comitê Olímpico Internacional.
Paes destacou ainda que a localização do instituto foi definido para impulsionar projetos como a revitalização da Zona Portuária, com a instalção de parte dos equipamentos olímpicos nesta região da cidade.
Fonte: Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário